EUA

Trump processa CNN por difamação e exige US$ 475 milhões

Ao longo de seu mandato, o ex-presidente republicano teve um péssimo relacionamento com grandes meios de comunicação americanos

Por Agências
Publicado em 03 de outubro de 2022 | 19:51
 
 
 

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, processou a CNN nesta segunda-feira (3), acusando-a de difamá-lo por medo de que o republicano concorra à presidência novamente em 2024, exigindo US$ 475 milhões em danos.

A CNN, um das principais emissoras de televisão nos Estados Unidos, "tentou usar sua enorme influência -como fonte 'confiável" de informação- para difamar o denunciante para seus telespectadores e leitores com o propósito de derrotá-lo politicamente", diz o processo de 29 páginas aberto na Flórida.

"Como parte de seu esforço conjunto para inclinar a balança política para a esquerda, a CNN procurou manchar o denunciante com uma série de rótulos cada vez mais ultrajantes, falsos e difamatórios de 'racismo', 'lacaio da Rússia', 'insurgente' e, finalmente, 'Hitler'", afirma a denúncia.

Trump pede US$ 475 milhões em danos.

Ao longo de seu mandato, o ex-presidente republicano teve um péssimo relacionamento com grandes meios de comunicação americanos como CNN e The New York Times, que batizou como criadores de "fake news" (notícias falsas). Trump geralmente os atacou através do Twitter, uma rede da qual ele acabou banido. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!