CRISE

Corinthians soma R$ 10 mi de dívida após empréstimo com amigo do presidente

Corinthians tinha salários atrasados com funcionários, elenco e muitas dívidas no mercado, por isso recorreu ao "empréstimo amigo" no inicio do ano

Por Agências
Publicado em 10 de junho de 2024 | 16:04
 
 
 

O presidente Augusto Melo revelou que o empresário Igor Carvalho Zveibrucker emprestou cerca de R$ 4 milhões ao Corinthians para efetivar a compra do lateral-direito Matheuzinho. No entanto, o UOL apurou que os valores repassados ao clube não foram somente para este fim e já giram em torno da casa dos R$ 10 milhões.

Em coletiva de imprensa na manhã desta segunda (10), o mandatário corintiano explicou que a contratação do ex-Flamengo só foi possível mediante ao empréstimo realizado por Igor Carvalho, com quem possui amizade.

"Ele vai estar no nosso balanço. Emprestou com juros abaixo e está nos ajudando. Não sei se te dizer direito, não sei se foi R$ 4 milhões. Foi para o Matheuzinho, se não me engano. A gente precisava de jogador, eu pedi. Tratou com o financeiro, nem sei se tem juros. Tudo do Corinthians passa pelos órgãos que tem que te passar. Jurídico, financeiro, secretário-geral, tudo. Eu não assino nenhum documento sozinho", disse Augusto Melo, presidente do Corinthians.

Augusto também justificou o motivo de Igor ter frequentado viagens do elenco e marcado presença em eventos do Corinthians. O presidente destacou que tais visitas são esporádicas. Grande amigo, empresário, gente boa. Botou dinheiro no Corinthians e não retirou um real. Não fez transações de jogadores, não vive disso. É amigo particular. É um cara que não fez um negócio aqui dentro em termos de jogador, não tem porcentagem diferente de outras gestões.

Questionado pela reportagem, o Corinthians não confirmou o valor exato do empréstimo realizado por Igor Carvalho. Caso o clube se pronuncie, este texto será atualizado.

Situação financeira do Corinthians em 2024


No início do ano, o Corinthians tinha salários atrasados com funcionários, elenco e muitas dívidas no mercado, por isso recorreu ao "empréstimo amigo". A situação aconteceu em gestões anteriores e foi muito criticada por Augusto durante a campanha eleitoral.

"Sangramos e honramos muitas coisas. Temos déficit mensal absurdo, mas honramos como honramos direito de imagem, pendências, fundo de garantia de meses."


A dívida atual do Corinthians supera a casa do R$ 2,1 bilhões. Os números foram confirmados pelo relatório da "Ernst & Young", empresa de consultoria contratada para revisar o balanço financeiro do Timão.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!