Vôlei masculino

Joinville vence Sesi Bauru e empata série semifinal da Superliga masculina

Jogando em casa, catarinenses forçaram o jogo 3 e continuam vivos na briga pelo título nacional

Por Débora Elisa
Publicado em 18 de abril de 2024 | 21:40
 
 
 
normal

A série entre Joinville e Sesi Bauru, pela semifinal da Superliga masculina, vai para o jogo 3. Na noite desta quinta-feira (18), em Santa Catarina, os donos da casa fizeram valer a presença em massa da torcida para vencer os paulistas por 3 sets a 2 (19/25; 25/21; 16/25; 25/22; 21/19) e seguirem vivos na briga pela vaga na final.

O duelo decisivo será na próxima segunda-feira (22), às 18h30, no Paulo Skaf, em Bauru. Do outro lado da chave, Vôlei Renata e Vedacit Guarulhos jogam ainda nesta quinta, às 21h. Quem tem a vantagem é o time de Campinas, que pode avançar à final se vencer o confronto.

Jogo de alto nível mais uma vez

Como vem sendo a tônica dos playoffs desta Superliga masculina, a partida foi mais um jogaço, digno de briga por vaga na final. Assim como no primeiro confronto, a partida foi decidida somente no tie-break, com muitas viradas, troca de liderança no placar e emoção para os torcedores. 

Na primeira parcial, o Sesi Bauru entrou com um sideout afiado, virando bolas muito bem e aproveitando as oportunidades no ataque. O Joinville até começou errando menos, mas o lado ofensivo não entrou no jogo tão rápido. Os paulistas conseguiram sair na frente e elevar o moral, mas o time da casa logo correu atrás.

Já no segundo set, o Sesi continuou errando mais, mas a virada de bola caiu de efetividade. Por isso, o Joinville jogou na frente do placar. Contando com bom momento de Honorato e de Gui Hage, que entrou para substituir Leozinho, os catarinenses fizeram bonito e empataram o jogo.

Na sequência do duelo, a história se repetiu. Sesi levou a vitória no terceiro set e ficou muito perto da vaga na decisão, mas o Joinville não desistiu, correu atrás e forçou o tie-break.

E o set decisivo foi eletrizante. O Joinville chegou a ter o match point confirmado, mas um desafio que deixou o jogo parado por quase quatro minutos mostrou um toque no bloqueio de Honorato que colocou os times de volta na quadra. Depois, quem jogou com a vantagem para tentar fechar foi o Sesi Bauru, mas a distribuição de bola ficou previsível. Darlan, recebendo todas as bolas, ficou bem marcado, e o Joinville confirmou a vitória com dois bloqueios em sequência no oposto paulista.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!