Duda Gonçalves
@eduardacg_
14/09/21
14h53

Em alta

América: polivalente, Lucas Kal relembra início de carreira e mira saída do Z-4

Zagueiro assumiu função no meio-campo americano com Vagner Mancini, e se tornou um dos destaques do time nos últimos jogos

O jogador deu duas assistências para os gols de Fabrício Daniel, e foi servido por Zárate para balançar a rede — Foto: Mourão Panda / América
Duda Gonçalves | @eduardacg_
14/09/21 - 14h53

São três jogos pelo América no Brasileirão e três participações em gols. Resultado da função que o zagueiro Lucas Kal tem desempenhado com Vagner Mancini, no meio-campo americano, atuando como volante. São duas assistências e um gol, que ajudaram o time a conquistar seis pontos nos dois últimos jogos, e seguir na luta contra o rebaixamento.

Kal, que retornou ao América esse ano por empréstimo junto ao São Paulo, diz que a função não é novidade para ele. “Comecei no futebol como volante, na base do São Paulo. Depois fui passando para zagueiro, e voltei a jogar como volante algumas vezes. Inclusive, na minha estreia pelo profissional, entrei numa partida como volante. Então, já era uma posição que eu conhecia um pouquinho, tinha uma experiência, e está dando muito certo”, relembrou.

Lucas Kal surgiu como opção no meio-campo quando Mancini não pôde contar com seus jogadores de ofício, que estavam no departamento médico, em recuperação da Covid-19. Foi então que o treinador optou por improvisar o jogador na função, e teve retorno imediato. Segundo dados do site de estatísticas de futebol, Sofascore, Kal precisou de apenas 63 mins para participar de um gol, além de dar cinco passes decisivos. 

“Quero ajudar o América, seja de zagueiro ou como volante. Isso a gente deixa com o Mancini, o que ele optar vai ser o melhor para a equipe. E vou estar pronto e preparado para jogar como zagueiro ou volante”, destacou o jogador, que também se mostra eficiente no quesito defensivo, com 100% de aproveitamento nas bolas longas (13/13), com cinco interceptações e quatro desarmes.

Se Lucas Kal tem sido peça importante na recuperação do time na competição, há outros fatores que ajudam a explicar as duas vitórias consecutivas, como a mudança do comportamento tático do time, que marca em pressão alta, possui rápida troca de passes e opta pela manutenção da posse, como destaca o jogador.

“São os fatores que vem nos dando essa condição de mandar na partida, ser superior. E vem sendo bem trabalhado durante a semana. Mas um fator que tem sido diferencial, que a gente tem conversado, é essa intensidade que a gente mostrou, principalmente, nos dois últimos jogos. É o que a gente vem buscando, trabalhando, para quando chegar no jogo a gente conseguir colocar nos 90 minutos, e sair com o resultado positivo”, explicou.

Na sequência do Brasileiro, o Coelho vai enfrentar o Corinthians, no próximo domingo (19), às 18h15, na Neo Química Arena. Lucas Kal reforça que no segundo turno, o time precisa sair da zona de rebaixamento e iniciar uma reação, se quiser permanecer na Série A.

“Uma virada de turno onde a gente sabia que precisava pontuar, precisava desses três pontos nos jogos para se livrar da zona de rebaixamento. E esse é um objetivo que a gente tem, de sair logo da zona, para que a gente possa fazer um segundo turno bom, buscar confiança”, concluiu.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000