Duda Gonçalves
@eduardacg_
28/10/21
05h00

Falta pouco

Foco e pés no chão: América tenta driblar ansiedade na reta final do Brasileiro

Restando dez rodadas para o fim do torneio, time vive a expectativa de conquistar a permanência na Série A

Coelho tem 30 pontos em disputa e precisa conquistar dez para chegar aos 45 pontos — Foto: Mourão Panda / América
Duda Gonçalves | @eduardacg_
28/10/21 - 05h00

O sonho da manutenção na Série A não é novidade, mas nunca esteve tão perto para o América. Restando dez rodadas para o fim da competição, o time é o  10° colocado na tabela, com 35 pontos. Mas como controlar a ansiedade com a possibilidade de fazer história?

Para o zagueiro Eduardo Bauermann a concentração é a chave neste momento. “A gente vem frisando isso todos os dias a importância de nos mantermos concentrados e focados nessa reta final. É um momento muito importante para a história do clube e para a carreira de cada um”, ressaltou o jogador.

Os jogadores têm consciência de que o momento é determinante, e conquistar a permanência do América na Série A é também escrever o nome na história do clube,

“Nosso time está preparado há um bom tempo para esse momento, pela qualidade do nosso grupo. Sabíamos que poderíamos chegar nessa fase, com essas condições. Então, nossa concentração e nossa determinação no dia a dia, nosso foco está sendo o diferencial nessa reta final”, declarou o jogador.

A filosofia está alinhada nos vestiários, como demonstra o goleiro Matheus Cavichioli ao afirmar que o time não vai abrir mão deste objetivo. “Está impregnado em todos nós, todos sempre deixam bem claro que esse é o grande objetivo. O clube merece isso, e principalmente, o torcedor merece isso, essa permanência. A consolidação do América na Série A”, afirmou.

Próximos passos do Brasileirão

A meta do América é conquistar os dez pontos restantes para chegar ao número de segurança para a manutenção: 45 pontos. Somente após o feito o elenco vai se permitir sonhar com uma vaga na Copa Sul-Americana e Libertadores, o que seria inédito na história do clube.

Acredito que a gente pode (buscar competição continental). Estamos fazendo boas partidas, trabalhando de forma que nos permite almejar coisas maiores, mas com os pés no chão. Se após conseguir a permanência a gente estiver com embalo, e pontuação necessária ou próximo a pontuação necessária, seria uma premiação até maior e mais relevante do que bicho (premiação especial)”, destacou.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000