Josias Pereira
@superfcoficial
02/09/19
12h30

Rindo de nervoso

Ceni brinca sobre Fábio: mais medo do drible do que na hora do pênalti

Treinador do Cruzeiro reconheceu que passou aquele susto quando viu o camisa 1 tratando de driblar o atacante vascaíno; qual torcedor não teve a mesma sensação?

Rogério Ceni vem incentivando goleiro do Cruzeiro a buscar a saída de bola sem chutões — Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Josias Pereira | @superfcoficial
02/09/19 - 12h30

Um dos trabalhos quie Rogério Ceni vem fazendo com Fábio desde que chegou à Toca é incentivar o camisa 1 do Cruzeiro a tentar sair com a bola, evitando os chutões. É perceptível que o experiente arqueiro celeste vem diminuindo a quantidade de estouros de bola para o campo ofensivo. 

Mas também é notório que Fábio, vez ou outra, gosta de deixar a torcida com aquele coração na mão quando decide dar um drible no atacante adversário. Rogério Ceni experimentou este sentimento contra o Vasco. O técnico celeste brincou com o corte maroto que Fábio deu, próximo ao fim do jogo. 

De acordo com Ceni, aquele foi o momento que lhe deu mais preocupação na partida, porque no pênalti é algo costumeiro Fábio se destacar. 

"Fábio, que fez grande partida. No pênalti, eu não fiquei com medo, fiquei com medo quando ele pisou na bola. Na hora que ele puxou, deu o corte no centroavante, aquela me deu um pouquinho de medo, mas o pênalti já é uma coisa costumeira que o Fábio faça defesas", disse Ceni. 

Com o pênalti defendido em cobrança de Yago Pikachu, Fábio chegou a 28 cobranças salvas com a camisa estrelada. Uma jornada que comprava a evolução do atleta no fundamento. 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000