Josias Pereira
@josiaspereira
18/04/21
14h22

Explicações

Cruzeiro: Conceição vê derrota como ponto fora da curva e critica gramado

Desgaste do time também foi apontado por Conceição, que cobrou da Federação Mineira providências quanto ao Manduzão: 'pode ser revisto'

Felipe Conceição destacou que gramado impediu o jogo do Cruzeiro — Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
18/04/21 - 14h22

O gramado do estádio Manduzão, em Pouso Alegre, foi bastante criticado pelo técnico Felipe Conceição após a derrota do Cruzeiro para o time da casa por 1 a 0, em jogo disputado na manhã deste domingo (18), no Sul de Minas. O comandante não quis atribuir totalmente o tropeço da Raposa ao gramado, mas salientou que o espetáculo ficou comprometido, prejudicando as duas equipes. 

"O campo muito ruim, atrapalhou muito a nossa performance de hoje, dos atletas, de nós ditarmos o ritmo de jogo como estamos acostumados. Até tivemos o controle do jogo, mas não conseguimos colocar o jogo no nosso ritmo. Ficou um jogo mais parado, mais devagar por causa do campo. Muita dificuldade para a gente trocar passes rápidos, isso gera muitos erros de passe, erros técnicos, erros individuais e que nem é culpa dos atletas", declarou Conceição. 

O comandante do Cruzeiro ainda pediu providências à Federação Mineira para que o Manduzão possa ter a condição revista pensando nas próximas temporadas. . 

"Realmente, um campo como esse tem que ser revisto para as próximas edições do Campeonato Mineiro. Acho que o Campeonato Mineiro está em um nível muito bom, vem evoluindo a cada ano, as equipes do interior, como o Pouso Alegre, entre outras, são equipes competitivas, que estão demonstrando um bom trabalho, mas o campo realmente prejudica, não só a equipe do Cruzeiro, prejudica o espetáculo. Acho que isso pode ser revisto e, quem sabe, até ajudado pela Federação para que equipes assim tenham campos melhores e proporcionem ao torcedor um espetáculo melhor", acrescentou o técnico cruzeirense. 

Felipe Conceição observou ainda que o resultado negativo deste domingo foi um ponto fora da curva na trajetória celeste, reforçando a evolução e o padrão de jogo do time. 

"A gente está em uma segunda fase de manutenção da equipe, de amadurecimento coletivo individual e estamos conseguindo. Hoje foi um ponto fora da curva muito pelo contexto do jogo, não só do campo, mas do desgaste, da viagem, da sequência. Situações que são até difíceis de cobrar o atleta. O grupo se empenha, o grupo você vê que mantém o padrão. Mesmo com essas adversidades, nós controlamos a partida, criamos chances, poderíamos ter saído daqui até com a vitória, mas faz parte do futebol. Uma bola que o adversário encontrou, um bate-rebate. Futebol acontece disso, a gente está em uma crescente, tem um padrão hoje, tem uma equipe forte e vamos buscar os nossos objetivos na temporada", finalizou o técnico. 

O Cruzeiro volta a campo apenas no próximo domingo (25), quando recebe o Patrocinense, no Mineirão, às 16h, pela derradeira rodada da fase de classificação do Estadual. A Raposa busca a vitória para carimbar o passaporte às semifinais. Dependendo dos resultados da rodada, um empate pode selar a passagem cruzeirense. 

 

 

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000