Josias Pereira
@josiaspereira
30/11/20
18h47

Redução de gastos

Cruzeiro se acerta com Minas Arena e já soma 220 milhões em dívidas abatidas

Raposa terá prazo de 10 anos para o pagamento da dívida, com a primeira parcela programada para julho de 2022

Acerto encerra pendência do Cruzeiro com o Mineirão — Foto: Divulgação/Mineirão Twitter
Josias Pereira | @josiaspereira
30/11/20 - 18h47

O Cruzeiro homologou na última sexta-feira o acordo de quitação de dívida com a Minas Arena, firmado na 32ª Vara Cível de Belo Horizonte.A iniciativa põe fim a disputa jurídica entre as partes, que se arrastava desde a gestão Gilvan de Pinho Tavares. 

Cruzeiro e Minas Arena chegaram a um entendimento extremamente vantajoso ao time celeste, que viu um débito que ultrapassava os R$ 32 milhões diminuir para R$ 11.201.556,94.

Ficou acordado ainda que R$ 8.885.300,55 depositados em juízo serão repassados à Minas Arena, com o Cruzeiro tendo um prazo de 10 anos para quitar o restante da dívida. Serão, portanto, 96 parcelas, com o primeiro vencimento programado apenas para julho de 2022. Ou seja, a diretoria ganhou ainda mais de um ano para se planejar pensando no pagamento do débito. 

 Uma outra vantagem do acordo é que o Cruzeiro pode ter abatimentos no montante devido caso prospecte empresas interessadas na aquisição dos naming rights do Mineirão. Com o fim da pendência relacionada ao Gigante da Pampulha, o Cruzeiro já contabiliza uma redução nas dívidas na ordem de pouco mais de R$ 220 milhões. Anteriormente, o clube estabeleceu um acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional solucionando a dívida tributária, além de dar ponto final ao imbróglio envolvendo Fred. 

“Aos poucos, vamos tentando recolocar o Cruzeiro nos trilhos. Este é mais um grande acordo celebrado em nossa gestão, que tem trabalhado forte para resolver os problemas do Clube. Depois de conseguirmos uma grande economia na ordem de mais de R$ 200 milhões em ações importantes que envolviam a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e o atleta Fred, agora estamos satisfeitos com o acordo feito com a Minas Arena, que contou com um grande trabalho do advogado Felipe Cândido e do nosso Departamento Jurídico", salientou o presidente Sérgio Santos Rodrigues, em entrevista ao site oficial do Cruzeiro.

"Todos sabem que o Mineirão é a casa do Cruzeiro e não estava legal convivermos com essas pendências. Nosso relacionamento com a Minas Arena, que já é muito bom, agora dá um passo importante para que, em um futuro próximo, possamos desenvolver ótimos projetos para o clube e para a nossa torcida”, encerrou o dirigente. 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000