Da redação
@otempo
22/01/21
14h48

Despedida?

Felipão: 'trabalho no Cruzeiro era sair da dificuldade e cada um seguir a vida'

Técnico disse, em entrevista à TV colombiana, que vai decidir se fica ou não após conversar com diretoria e avaliar convites

Técnico celeste ainda vai avaliar sequência em contato com a diretoria — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Da redação | @otempo
22/01/21 - 14h48

O técnico Luiz Felipe Scolari foi o convidado do programa 'Primer Toque', do canal colombiano 'Win Sports' nesta sexta-feira. Dentre vários assuntos gerais, dentre elas as eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar, além da final da Copa Libertadores entre Palmeiras e Santos, o comandante foi questionado sobre o motivo de ter escolhido assumir o Cruzeiro na segunda divisão do futebol brasileiro. 

O técnico cruzeirense apontou no canal que deixou coisas por fazer no clube, relembrando sua saída para a seleção brasileira em 2001. 

"Quando eu saí dos clubes europeus, eu vim ao Brasil, e me dediquei a trabalhar no Brasil, pela seleção, pelo Palmeiras, e outros clubes me convidaram. Mas eu tenho que lembrar a todos vocês que quando eu saí para a seleção brasileira, eu saí do Cruzeiro em 2001. Então, eu deixei um trabalho aqui a fazer", disse Felipão.

Ele salientou que deseja retornar com o time para a Série A, mas reforçou um porém: tudo dependerá da diretoria. Scolari revelou que o planejamento foi estabelecido em três meses, para tirar o clube do sufoco e depois que as partes seguiriam seus respectivos caminhos. Felipão ainda destacou que agora vai avaliar se fica ou não e também vai avaliar os convites que receberá. 

"O Cruzeiro está passando por uma dificuldade muito grande e estava nas 16 primeiras rodadas do Campeonato por nove vezes na Série C. Ou seja, estava entre o 16º e o 20º lugar. E a minha função, ajudar o Cruzeiro a sair dessa situação, para que o clube, neste ano que começa, possa aspirar voltar à Série A. Foi isso que nós conseguimos. Fizemos o primeiro trabalho. Agora eu vou pensar numa situação se saio ou se fico, dependendo de uma outra ou situação de convite porque o primeiro trabalho que foi idealizado por mim e pelo Cruzeiro foi de que nesses três meses saíssemos da dificuldade maior, passásemos uma dificuldade média e aí depois o Cruzeiro, como eu, seguiria a sua vida", disse o comandante ao canal colombiano 'Win Sports'. 

Felipão assinou com o Cruzeiro até o fim de 2022, um vínculo duradouro e longo. Sua saída do Cruzeiro com um pedido de demissão não implicaria em multa rescisória para o clube. 

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000