Josias Pereira
@supernoticiafm
06/03/19
15h43

Detalhes

Metas, 50% dos lucros e 1 milhão de contas: Cruzeiro apresenta patrocínio

De acordo com diretoria, patrocínio máster permanecerá na camisa até o fim do ano; projeção para o primeiro ano de parceria é de ao menos 1 milhão de contas digitais

Dirigentes do Cruzeiro e representantes do Banco Renner para a apresentação do Digimais, patrocinador máster do clube — Foto: Leandro
Josias Pereira | @supernoticiafm
06/03/19 - 15h43

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, no Hotel Intercontinental, em Buenos Aires, o Cruzeiro apresentou o banco Digi+ como seu novo patrocinador máster. Estiveram presentes o presidente Wagner Pires de Sá, o diretor de marketing do Cruzeiro Renê Salviano, além do diretor-presidente do Banco Renner João Urbaneja, e Thiago Urbaneja, diretor de marketing da instituição financeira. 

Os dirigentes revelaram alguns detalhes do acordo, mas não quiseram entrar nos méritos dos valores, apenas apontando que existe uma parceria de patrocínio fixo e outra referente aos valores provenientes das contas digitais e a utilização de serviços por parte dos torcedores e correntistas. 50% desses lucros variáveis serão do Cruzeiro que, segundo os dirigentes, não terá risco nenhum no acordo. O patrocínio máster na camisa vai seguir até o fim do ano, enquanto o acordo total possui a duração de cinco anos, até o fim de 2023. 

"É uma parceria e por isso quero falar com os nossos 10 milhões de torcedores que compõem a nação azul. A partir de agora, o banco Digi+ está juntamente com o Cruzeiro. Vamos ter todos os benefícios dos lucros que essa parceria vai trazer para a nossa instituição. Por isso eu convoco todos os torcedores, venham para nós, junto com a gente. Vocês vão se beneficiar enormemente o Cruzeiro. O Cruzeiro terá 50% de todas as vantagens dos lucros desse esforço conjunto", disse Wagner Pires de Sá. 

A meta  

A projeção é que no primeiro ano de parceria Cruzeiro e banco Digimais atinjam cerca de 1 milhão de contas digitais, ou seja, 10% dos 10 milhões de torcedores da Raposa. Em matéria publicada pelo site Superesportes, o valor fixo que o Cruzeiro receberá pela parceria será de R$ 11 milhões, valor que já é maior que o da Caixa. A última patrocinadora do clube disponibilizava ao clube cerca de R$ 10 milhões por ano, com valores que variavam de acordo com as premiações por metas e conquistas. 

Tecnicamente, a meta é audaciosa. Basta comparar o número de sócios-torcedores que o Cruzeiro possui hoje. De acordo com o Torcedômetro do "Movimente por um futebol melhor", a Raposa possui mais de 82 mil sócios. O Digimais, no entanto, confia que as vantagens oferecidas ao torcedor e o pacote de serviços serão o maior atrativo para atingir a meta. 

Renê Salviano, diretor de marketing do Cruzeiro, deu outros detalhes dos benefícios que o torcedor terá ao associar-se ao banco. Em toda a coletiva, o dirigente fez questão de destacar que não é do torcedor a obrigação de bancar o sucesso do patrocínio. 

"O céu é o limite. Eu não gostaria de transferir a carga do valor do nosso patrocínio ao torcedor, não é de responsabilidade dele o patrocínio. Acho que nós desenhamos esse projeto para que seja bom para o torcedor. Vejo torcedor falar nas redes sociais que esse banco cobra, o outro não cobra, todas essas circunstâncias nós estudamos há cinco meses. Ao longo desses cinco meses fomos vendo qual a instituição que queríamos. O torcedor terá um valor mínimo de conta na mensalidades (uma cobrança de R$ 9,90), dois extratos mensais, quatro transferências a outros bancos e quatro saques", disse Renê. 

Parceria única 

João Urbaneja, diretor-presidente do banco Renner, ressaltou que a parceria com o Cruzeiro vai muito além da abertura de contas digitais, mas sim proporcionar ao clube uma opção de arrecação e faturamento. "O intuito não é abrir conta. O que nós estamos falando é algo além. Por isso que não é um produto, é uma parceria. O objetivo não é abrir contas, vocês falaram aí sobre números 500 mil contas, um milhão, queremos é que o torcedor esteja engajado neste projeto. Queremos mostrar que com uma gestão diferente, nós podemos sair do tradicional. Se os clubes continuarem da mesma maneira estão fadados ao fracasso", disse Urbaneja. 

Em determinado momento da coletiva, a diretoria do Cruzerio exaltou o modelo do projeto, que proporcionou ao clube uma identidade visual única na camisa, respeitando as cores do time e até mesmo a inclusão da Raposa atrelada junto ao patrocínio máster. O projeto, segundo os diretores, foi totalmente pensando para o Cruzeiro. 

Banco do Cruzeiro é o futuro 

Outro detalhe apresentado pelo Cruzeiro é de que, com a marca Cruzeiro atrelada ao banco Digimais, a Raposa passa também a ser uma espécie de banco, um investimento que o clube planeja nesta temporada vislumbrando um equilíbrio financeiro futuro. 

"São dois modelos. A gente tem o patrocínio da camisa até o final do ano e temos um banco, temos 50% de um banco. O torcedor que me para sempre brinca comigo que 'banco nunca quebra, sempre tem dinheiro', mas essa é a nossa intenção. A gente acredita que é o futuro do Cruzeiro e é um projeto que queremos lançar em 2019", analisa Renê Salviano. 

"Se a gente quer ter um banco, temos dois modelos: o que já existe no mercado, que é um modelo que não se preocupe tanto com o clube, e o que estamos apresentando agora. A gente tem o valor do patrocínio fixo, mas nós mesmos, Cruzeiro, demos declaração acreditando na torcida do Cruzeiro. A gente pensa em 100 milhões, 150 milhões de reais, agora depende do dia a dia do negócio. Eu acredito na torcida do Cruzeiro", encerrou o direitor de marketing do clube celeste. 

A abertura de contas 

O torcedor que quiser associar-se ao banco Digimais já pode fazê-lo baixando o aplicativo da instituição financeira na App Store ,para o iOS, ou no Google Play, para o sistema operacional Android. Na busca é necessário procurar por "Banco do Cruzeirense" ou "Digimais Cruzeiro". O torcedor preencherá um cadastro. Não é necessário ser sócio do Cruzeiro para abrir a conta digital. Qualquer pessoa física pode fazê-lo. O pacote que custará R$ 9,90 dá direito a quatro saques, dois fornecimentos de extratos mensais e duas TED’s.

Cruzeiro como a grande aposta do banco Renner 

Com um lucro líquido de R$ 24 milhões em 2017, o banco Renner mira o Cruzeiro como parte de uma campanha de crescimento da marca em território nacional. A instituição financeira possui forte presença no sul do país e foi fundada em 1981. No decorrer de seus anos de operação, o banco especializou-se na oferta de crédito consignado e financiamento de veículos. O detalhe principal é que a instituição experimentou um "boom" quando em 2009 o Grupo Record, que controla a emissora de TV do mesmo nome, anunciou a compra de 49% das ações do banco. A transação foi confirmada pelo Banco Central em 2013. 

"Nessa parceria nós buscamos nos aliar a uma marca que possui um perfil vencedor, e o Cruzeiro tem isso, afinal de contas é o atual campeão da Copa do Brasil, recentemente bicampeão brasileiro. Nós nos unimos a uma marca vencedora, e se nós queremos vencer temos que entrar com os vencedores. Por isso nós, junto com o Cruzeiro, desenvolvemos essa parceria que se trata de nós, banco, sistema financeiro, proporcionar uma plataforma digital onde os produtos e serviços que o banco dispõe possam ser disponibilizados ao Cruzeiro e seus asssociados. Queremos que o clube possa lucar com a sua a marca e não só produzir o patrocínio comum. Vamos potencializar o produto", disse João Urbaneja, diretor-presidente do Banco Renner. 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000