Josias Pereira
@josiaspereira
26/10/21
17h08

Segunda divisão

Para Giovanni, Cruzeiro demorou a ter o timing da Série B e pede nova postura

Possibilidade de acesso é remota; meia destacou que time conseguiu equilibrar nível de disputa com outros times, porém não em tempo hábil

Elenco do Cruzeiro se prepara para os últimos sete jogos do Brasileirão da Série B — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
26/10/21 - 17h08

Um dos nomes do Cruzeiro atual, especialmente sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o meia Giovanni comentou sobre mais uma trajetória celeste na Série B e o que teria faltado para o time, por mais uma temporada, não disputar as cabeças do torneio. A possibilidade de acesso é muito remota neste momento da Segundona, mas ela ainda existe. Porém, de acordo com Giovanni, o time demorou para pegar o 'timing' da competição, deixando escapar pontos preciosos, principalmente dentro de casa. 

"Eu vou falar mais no mérito do campo, que é onde eu posso ajudar, onde eu posso resolver algumas situações junto com o meu companheiro. Acho que do ano passado para cá a competição dos jogadores mudou, o nível de competitividade nossa. A partir do momento que nós igualamos com os nossos adversários, a qualidade do nosso elenco sobressaiu. Mas demoramos um pouquinho para fazer isso dentro da competição. São jogos muito difíceis, são jogos que você vai jogar lá fora de casa que acabam se tornando partidas complicadas. Acho que se nós tivéssemos igualado a competição com o adversário, que quando vem jogar com a gente sempre vem à vera, nossos resultados poderiam ter sido diferentes", opinou Giovanni. 

Dentro de casa, por exemplo, o Cruzeiro tem apenas a 16ª campanha da Série B, com 20 pontos conquistados. Foram quatro vitórias, oito empates e três derrotas, com 20 gols marcados e 20 sofridos. O time também ainda não conseguiu, mais uma vez, superar a barreira do 10º posto, figurando na parte de cima da competição, acumulando troca de técnicos e também atrasos de salários. O reencontro no torneio veio apenas com Luxemburgo no comando. 

"Nós demoramos para ter este timing dentro da competição. Eu acho que é isso que tem que mudar, a postura dos jogadores que vierem vestir a camisa do Cruzeiro tem que vir nesse intuito de brigar que, com certeza [...] brigar que eu falo é competir, é ter vontade, determinação todos os jogos, que a qualidade sempre vai sobressair", acrescentou o Giovanni. 

O atleta volta a campo nesta quinta-feira (28), quando retorna da suspensão e encara o Remo, às 21h30, no Independência. A partida é válida pela 32ª rodada e marca a sequência final de sete jogos da Raposa na Série B. Caso matematicamente seja confirmada a permanência na segundona, o Cruzeiro amargará pela terceira temporada consecutiva a Série B, algo inédito para um grande clube do futebol brasileiro. '

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000