Josias Pereira
@superfc
31/10/18
08h00

Cruzeiro

Sérgio Campolina é o novo xodó na Toca da Raposa

Trabalho do chefe do departamento médico celeste na temporada é reconhecido por jogadores e até por torcedores

Médico Sérgio Campolina resolveu o problema de um dos departamentos que mais davam dor de cabeça — Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Josias Pereira | @superfc
31/10/18 - 08h00


Em uma semana, a promessa de Dedé: um quadro com a foto do doutor Sérgio Campolina na casa do zagueiro. Na outra, o abraço de Fred após um gol que, literalmente, derrubou o médico celeste à beira do campo. “Jovem não tem nada. Jovem aguenta. Estou zero”, brinca Campolina após a peripécia de Fred.

O chefe do departamento médico da Raposa está com moral. Também não é para menos. O setor era um dos que mais davam dor de cabeça para a torcida, que se deparava com inúmeras lesões e a preocupação diária com a situação dos atletas. Dedé acumulou uma sequência de lesões que muitos duvidavam até mesmo de seu pleno retorno. Outro que teve boa recuperação foi o atacante Sassá.

Mas a história de Dedé, assim como a do departamento médico da Raposa, mudou completamente com a chegada de Sérgio Campolina, além de Frederico Zatti, de trajetória marcante no vôlei, e a permanência de Leonardo Corradi. “Desde o momento que eu fui convidado para fazer parte do departamento médico do clube, a primeira coisa que eu vi era a necessidade de integração. Mais do que um elemento para dar diagnóstico de lesão ou prognóstico, ou seja, tempo de tratamento e qual procedimento a ser instituído, eu queria fazer o que sempre fiz na minha carreira dentro do esporte: ter uma relação próxima ao atleta para sanar todas as dúvidas. E tentar buscar a resolução dos problemas de uma maneira mais rápida e biológica possível”, pontua Campolina.

Para dinamizar os resultados, bastante positivos nesta temporada, o segredo foi individualizar os tratamentos, acompanhando os atletas lesionados diariamente e também nos primeiros jogos após a recuperação de contusões. “Mais do que tratar como peças de um jogo, temos que tratar os jogadores como um ser humano. Eu sempre fiz isso na minha vida, sempre levei isso a sério, o fiz no voleibol e levei para o futebol. Assim como eles (atletas) confiam em mim, eu também confio neles”, ressalta Campolina.

Ele quer mais. Com a confiança restaurada do departamento médico, não são raros os depoimentos de torcedores elogiando a chegada de Campolina como um dos maiores reforços do ano. Um orgulho para o médico, que refuta aquele aspecto de “ídolo” da China Azul, mas espera um 2019 ainda mais produtivo.

Multicampeão com o Sada Cruzeiro, ele manteve o lastro vitorioso no futebol. “A gente quer melhorar esta questão suplementar de diagnóstico e dar mais possibilidade de tratamento no aspecto preventivo. Eu me sinto feliz e extremamente realizado por este primeiro ano, que foi um desafio para mim e também para os próprios atletas, que abraçaram um profissional que veio de um esporte que não era a rotina dele”, disse.
 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000