Folhapress
26/10/21
00h01

Reação

Palmeiras vence o Sport e volta à vice-liderança, 10 pontos a menos que o Galo

Porco agora está a 10 pontos do líder Atlético

Felipe Melo
Luiz Adriano e Felipe Melo foram os autores dos gols alviverdes — Foto: Cesar Greco / Palmeiras
Felipe Melo
Luiz Adriano e Felipe Melo foram os autores dos gols alviverdes — Foto: Cesar Greco / Palmeiras
Luiz Adriano
Luiz Adriano e Felipe Melo foram os autores dos gols alviverdes — Foto: Cesar Greco / Palmeiras
51630310910_c8de079cba_c.jpg
Luiz Adriano e Felipe Melo foram os autores dos gols alviverdes — Foto: Cesar Greco / Palmeiras
Folhapress
26/10/21 - 00h01

Gustavo Scarpa foi novamente decisivo para o Palmeiras mesmo sem balançar as redes nesta segunda-feira (25), contra o Sport. Saíram dos pés do camisa 14 as duas batidas de escanteio que levaram o time alviverde à virada no Allianz Parque, onde os donos da casa venceram por 2 a 1 –Luiz Adriano e Felipe Melo fizeram os gols. Leandro Barcia havia aberto o placar

Com o resultado, a formação dirigida pelo português Abel Ferreira voltou à vice-liderança do Campeonato Brasileiro, agora com 49 pontos, 10 a menos do que o líder Atlético, no encerramento da 28ª rodada da competição nacional.

Na próxima rodada, o elenco comandado por Abel Ferreira terá um novo embate contra um time que está na luta contra o rebaixamento, no domingo (31), diante do Grêmio, o penúltimo colocado, em Porto Alegre.
Contra adversários que estão desesperados, às vezes, um vacilo pode tornar a partida difícil. O confronto desta segunda deu uma prova disso.

Bastou um único momento de desatenção para a equipe alviverde virar a primeira etapa perdendo. O Sport aproveitou um contra-ataque logo aos quatro minutos para abrir o placar, com Leandro Barcia –pouco depois, o atacante deixou o gramado com uma lesão, aos 17 minutos. Paulinho Moccelin o substituiu.

Apesar de enfrentar um time que está na zona de rebaixamento, os palmeirenses tiveram dificuldade para buscar o empate, afinal a formação pernambucana têm a segunda melhor defesa do Nacional, agora com 24 gols sofridos, ao lado de Flamengo e Atlético-GO, só atrás do líder Atlético, que levou 20.

O Palmeiras bem que tentou furar essa barreira. Na primeira etapa, foram 11 finalizações. Quando Maílson não conseguia defender, sempre aparecia um defensor do Sport para evitar o gol de empate. Rony, Dudu e Luiz Adriano tiveram as melhores oportunidades alviverdes.

Enquanto isso, os visitantes mal conseguiam cruzar a linha do meio de campo depois de surpreender nos minutos iniciais. A ampla posse de bola dos mandantes (62% a 38%), boa parte no campo de ataque, além do número de escanteios (11 a 0) foram alguns dos reflexos da pressão palmeirense, de acordo com dados estatísticos apresentados pelo Google.

Depois do intervalo, enfim, a presença ofensiva foi convertida em gol. Scarpa cruzou, a bola bateu em Luiz Adriano e entrou, aos sete minutos. Na comemoração, o atacante, que não teve seu nome gritado pela torcida momentos antes da partida, festejou com um gesto pedindo silêncio, sendo contido pelos companheiros pouco depois.

O Palmeiras seguiu pressionando depois de empatar e foi compensado só aos 37 minutos, quando Scarpa novamente cruzou a bola na área, Willian desviou para trás e Felipe Melo apareceu para fazer de cabeça. O Sport não teve poder de reação.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000