Daniel Ottoni
@dottoni
17/10/20
19h43

Jogo duro

Vôlei: Uberlândia repete grande atuação, vence o MOC e fica com o bronze

Time do Triângulo venceu adversário mais experiente para ter saldo positivo no Estadual antes de debutar na Superliga

Dupla do interior mineiro agora concentra suas atenções na Superliga masculina — Foto: Alex Sezko - Divulgação
Daniel Ottoni | @dottoni
17/10/20 - 19h43

Depois das derrotas nas semifinais do Campeonato Mineiro masculino de vôlei, na última sexta-feira, Montes Claros América e Azulim Gabarito Uberlândia voltaram a jogar neste sábado para buscar a 3ª posição antes de retomar os treinos pensando na Superliga masculina. 

Em duelo de um time jovem contra um adversário de  mais experiência, o equilíbrio foi confirmado com definição somente no tie-break a favor do Uberlândia (19/25, 25/22, 25/20, 22/25 e 16/14). O time americano teve trabalho diante de um Uberlândia que conquistou sua única vitória em momento decisivo, deixando claro qualidade e potencial para incomodar muitos adversários. O conjunto do técnico Manoel Honorato é o maior valor do estreante da Superliga, que tem tudo para chamar atenção quando o torneio nacional começar. 

O longo encontro foi importante no processo de formação dos dois times. As equipes terão objetivos parecidos na Superliga, com a meta de incomodar os grandes, vencer os concorrentes diretos e brigar por uma vaga nos play-offs. O saldo, ao final do Mineiro, foi positivo, com tendência de evolução, ciente de que, neste começo de temporada, altos e baixos iriam mesmo acontecer.

Ficar atrás de Sada Cruzeiro e Fiat Minas não foi demérito algum, levando em conta estrutura e investimento. O momento agora é de focar nos próximos compromissos. A Superliga tem sua abertura marcada para o dia 31 de outubro, com a dupla do interior mineiro fazendo a primeira partida no dia 3 de novembro. 

Lá e cá, do início ao fim

A ideia dos dois times era a mesma, com o foco na vitória, mas saindo de situações distintas. O MOC vinha de uma derrota sem mostrar poder de reação diante do Fiat Minas, enquanto o Uberlândia chegou muito motivado após jogo de cinco sets contra o Sada Cruzeiro, quando a classificação para a decisão não veio por muito pouco, ficando a detalhes de um resultado histórico.

No primeiro set, a boa distribuição do levantador Rodriguinho 'carregou' o MOC para sair na frente. O time do Norte de Minas, organizado, mostrou mais volume de jogo e melhor aproveitamento ofensivo contra um Uberlândia cometendo erros demais. A baixa eficiência dos uberlandenses deixou complicada a missão de vitória no primeiro set. 

A presença do ponta Matheus Silva no Uberlândia, no segundo set, fez o time melhorar seu fundo de quadra e sua virada de bola. A paciência do MOC não foi a mesma, permitindo a reação do adversário, que encontrou um melhor momento na partida. Assim como na primeira parcial, a diferença de pontos foi pequena entre os dois times.

A virada do Uberlândia veio com uma atuação consistente, tendo o MOC cometendo erros e dando muitos pontos de graça. O time do Triângulo abriu confortável vantagem no 15 a 8 depois do adversário se perder em quadra. A reação do América foi buscada, mas já era tarde demais.

No quarto set, o MOC melhorou seu desempenho, mostrando poder de reação. Depois de ver o Uberlândia abrir 7 a 4, o empate foi buscado no 8 a 8 para a troca de pontos ser constante até os instantes finais da parcial. Foi no momento decisivo do set que o MOC deu o 'bote' para empatar e forçar o tie-break.

No quinto set, era hora de evitar erros e ser preciso. O 4 a 1 aberto pelo MOC não foi bem aproveitado, com o empate sendo buscado para o recomeço de uma troca constante de pontos. O lá e cá resumiu o equilíbrio de todo o jogo, com o Uberlândia não permitindo deixar, pelo caminho, todo o esforço construído no duelo. Mostrando eficiência quando era mais necessário, o Uberlândia venceu o jogo e comemorou o resultado que teve sabor de título. 

ESCALAÇÕES

Montes Claros: Rodriguinho, Lucas Borges, Jonadabe, Judson, Ceará, Vini e Brendle. Entraram: Wilson, Erick. Técnico: Issanayê Ramires

Uberlândia: Brasília, Daniel Bala, Rômulo, Luiz Philippe, Luan Mota, Artur e Pureza. Entraram: Westermann, Romani, Salles, Matheus Silva. Técnico: Manoel Honorato
 

Escreva um comentário
Comentar

Leia também:

Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000