MANIFESTAÇÃO

16ª Marcha da Maconha de BH acontece neste sábado, Dia Nacional do Reggae

Concentração está marcada para 13h na praça Rui Barbosa, em frente à praça da Estação; às 16h20 manifestantes sairão em marcha para a praça da Liberdade

Por O TEMPO
Publicado em 10 de maio de 2024 | 17:01
 
 
 
normal

A Marcha da Maconha Belo Horizonte chega à sua 16ª edição neste sábado (11 de maio). Neste ano, a manifestação em prol da descriminalização da cannabis será realizada no Dia Nacional do Reggae, estilo musical que surgiu na Jamaica e que sempre esteve ligado ao uso religioso e social da planta. A concentração está marcada para 13h na praça Rui Barbosa, que fica em frente à praça da Estação.

Em 2024, o protesto ganha mais importância enquanto Supremo Tribunal Federal (STF) discute a descriminalização e, em resposta, o Congresso Nacional tenta aprovar uma alteração na Constituição para proibir o porte de qualquer quantidade de droga

A poeta, jornalista, mãe e ativista da Marcha da Maconha, Ingryd Rodrigues, mais conhecida como Dyh, explica que o movimento ficará concentrado em frente à praça da Estação até as 16h20, quando terá início a marcha em direção à Praça da Liberdade. 

"Contamos com todos vocês para gritar pelos nossos direitos, além de reivindicar uma regulamentação responsável, democrática e justa. Queremos uma nova política de drogas que leve em conta todas as mazelas sociais que vivemos por consequência dessa política retrógrada, ineficiente e que causa muitas mortes e torturas nas comunidades negras e periféricas. Estamos nessa luta para que possamos ter um debate mais aberto e para levar a informação para todas as pessoas", defendeu a militante cannábica.

O evento é aberto ao público.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!