AVENIDA AMAZONAS

Homem é morto com facada nas costas após suposta traição em BH

O autor do crime seria um homem, de 29, que confessou o crime e disse que matou o rival por desconfiar que ele havia se relacionado com sua namorada

Por Raíssa Oliveira
Publicado em 22 de maio de 2024 | 08:39
 
 
 

Um homem de 41 anos, que estaria em situação de rua, foi morto com uma facada nas costas na avenida Amazonas, no hipercentro de Belo Horizonte, na madrugada desta quarta-feira (22 de maio). O autor do crime seria um homem, de 29, que confessou o crime e disse que matou o rival por desconfiar que ele havia se relacionado com sua namorada. 

A Polícia Militar foi acionada por populares, que encontraram o homem caído sem sinais vitais na avenida Amazonas, por volta de 00h40. Próximo ao local, os militares identificaram uma mulher, que estava carregando uma blusa de frio masculina. 

Ao ser questionada sobre a vestimenta, ela demonstrou nervosismo e disse que o moletom era de seu namorado. Ela contou ainda que os dois estavam em situação de rua e viviam na rua Aimorés. Os militares foram até o endereço indicado e localizaram o homem, que admitiu ser o autor do homicídio. 

O suspeito contou aos militares que deixou a namorada sozinha, por volta de 21h, para ir até uma casa na rua Bernardo Guimarães. Ao retornar, ele encontrou a companheira junto com a vítima, que teria se assustado ao ver o rival, o que levantou a desconfiança sobre possível traição. Para tentar minimizar a situação, a vítima deu R$ 50 reais ao homem para que ele pudesse comprar drogas.

O suspeito saiu em direção desconhecida para comprar os entorpecentes e ao retornar deparou com a vítima junto com a namorada segurando um pedaço de madeira. Para se defender, o suspeito desferiu pontapés no homem e se muniu de uma faca. A vítima fugiu pelas ruas do centro e foi perseguida pelo suspeito, que conseguiu desferir uma facada nas costas do rival. 

Diante do relato, o homem foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Polícia Civil (PCMG). A perícia foi acionada para o local do crime e o corpo encaminhado para o IML. O caso será investigado. 

Segundo caso

Em menos de três horas, dois homens em situação de rua foram mortos no hipercentro da capital. O primeiro caso ocorreu na rua da Bahia, quando a vítima foi morta com golpes de barra de ferro após discussão por dívida de drogas. Três suspeitos, com idades entre 25 e 35 anos, foram presos por envolvimento no crime. 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!