NESTA TERÇA

Operação contra lavagem de dinheiro cumpre mandados em MG e fecha 24 estabelecimentos

Crime fiscal estaria ligado ao tráfico de drogas na região metropolitana de BH


Publicado em 11 de junho de 2024 | 08:20
 
 
 

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco/MG), coordenada pela Polícia Federal e composta pela Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal, cumpri quatro mandados de busca e apreensão nesta terça-feira (11 de junho) durante a operação “Cafua”. A ação apura crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa praticados por um grupo em Minas Gerais.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 2ª Vara de Tóxicos, Organização Criminosa e Lavagem de Bens e Valores da Comarca de Belo Horizonte e cumpridos nas cidades de Lagoa Santa, Pará de Minas e São José da Lapa. 

Também foram cumpridos mandados que determinavam a lacração e suspensão das atividades de 24 estabelecimentos comerciais e a indisponibilidade de bens de 31 pessoas físicas e jurídicas no montante de R$ 260 milhões.

Segundo a Polícia Federal, que coordena a Ficco/MG, o esquema criminoso ocorria na lavagem de dinheiro decorrente de crimes, especialmente o tráfico de drogas praticados pela organização criminosa no Estado. Os mandados desta terça-feira são desdobramentos da operação Caixa Forte, deflagrada em 2019, que investigou o grupo responsável pelo tráfico na região metropolitana de Belo Horizonte.

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!