Expectativa

BH pode vacinar 'trintões' nesta semana após distribuição de 8,4 mi de doses

Ministério da Saúde está de posse de imunizantes, que devem ser repassados aos Estados nos próximos dias. Por enquanto, BH convocou pessoas de 40 anos para esta segunda-feira

Por Aline Gonçalves e Pedro Augusto Figueiredo e
Publicado em 18 de julho de 2021 | 21:10
 
 
 

O Ministério da Saúde anunciou, na última sexta-feira (16), que recebeu, na semana passada, mais de 8,4 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 que ainda serão repassadas aos Estados. Foram 924 mil doses da Pfizer, 4,4 milhões de doses da AstraZeneca/Fiocruz, mais 1,03 milhão da AstraZeneca via Covax Facility, além de 2 milhões de doses da Coronavac/Butantan. Com isso, cresce a expectativa de que Belo Horizonte chame à vacinação, ainda ao longo desta semana que se inicia, pessoas cuja idade está na faixa de 30 anos, especialmente os grupos de 39 e 38 anos. Até o momento, a única certeza é a vacinação das pessoas de 40 anos, grupo convocado na última sexta-feira e que deve ir aos postos de saúde já nesta segunda-feira (19) (veja aqui os locais). 

Em média, Minas Gerais recebe 10% das doses que chegam ao PNI e, BH, por sua vez, cerca de 12% dos imunizantes que chegam ao Estado. Desta forma, a capital mineira receberia, após o envio de 8,4 milhões de doses já de posse do governo federal, o suficiente para imunizar ao menos pessoas de 39 anos (público estimado oficialmente em 28 mil pessoas) e as de 38 anos (cerca de 36 mil pessoas). A última remessa de imunizantes que chegou a Minas Gerais contava com 380 mil doses de vacina da AstraZeneca e já foi distribuída aos municípios na sexta-feira. 

Procurada neste fim de semana, a Prefeitura de Belo Horizonte ainda não informou quando estima chamar novos grupos. "Para ampliar a vacinação para novos públicos é imprescindível que novas remessas de vacinas sejam entregues a Belo Horizonte. A Prefeitura reafirma a disponibilidade de pessoal e de todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo", informou em nota. "É importante ressaltar que, desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19, a Prefeitura só chama novos públicos com doses suficientes para que todo o grupo seja contemplado", completou.

Nas duas semanas anteriores, BH conseguiu ampliar a vacinação para pelo menos três faixas etárias (41, 42 e 43 na semana passada, e entre 48 e 44 na anterior, quando Minas Gerais recebeu até então o maior lote de vacinas do governo federal). Além disso, a capital mineira seguiu chamando pessoas que precisam tomar a segunda dose, sobretudo idosos.

Para este fim de mês, está prevista a imunização com segunda dose para profissionais de saúde, mas a PBH já informou anteriormente que parte dos imunizantes a serem destinados a esse grupo foi guardado pela Secretaria Municipal de Saúde. Há ainda um grupo prioritário que precisa ser contemplado, o dos industriários - no último dia 6, servidores dos Correios e bancários também entraram no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19, mas a imunização segue incerta após o Ministério Público Federal (MPF) recomendar ao governo federal a retirada dos dois grupos do Programa Nacional de Imunizações (PNI), na semana passada.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!