REGIÃO CENTRAL DE MG

Motorista que atropelou 30 foliões no Carnaval de MG é indiciado por homicídio

Um homem, de 59, morreu atropelado pelo investigado durante cortejo do bloco Makako Loko

Por Isabela Abalen
Publicado em 20 de fevereiro de 2024 | 11:14
 
 
 
normal

O motorista de 43 anos que atropelou e feriu 30 foliões durante o cortejo do bloco "Makako Loko" na cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, região Central de Minas, na sexta-feira de Carnaval (9 de fevereiro), foi indiciado por embriaguez ao volante e por homicídio duplamente qualificado (por dirigir bêbado e por dificultar a defesa das vítimas). Um homem de 59 anos morreu devido ao atropelamento. 

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), o investigado está preso desde a última quinta-feira (15/2). Já o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal Dr André Roquete (IMLAR) para exames de necropsias e, logo após, liberado aos familiares.  O inquérito do crime foi encaminhado à Justiça. 

Relembre o crime 

Um momento de folia terminou em tragédia na cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo, região Central de Minas Gerais. Um carro desgovernado desceu a Avenida Central do município avançando contra os foliões que curtiam o bloco "Makako Loko" na noite da última sexta-feira (9 de fevereiro). Segundo Corpos de Bombeiros, o bloco contava com cerca de 100 pessoas, e 30 delas ficaram feridas - destas, duas ficaram em estado grave e uma morreu.

O acidente aconteceu por volta das 22h da noite de sexta-feira (9) e, conforme à Polícia Militar, o condutor do veículo, de 43 anos, tinha sinais de embriaguez, constatada posteriormente pelo teste do bafômetro. Após o ocorrido, houve princípio de linchamento do motorista, que foi contido com a chegada da PM. O motorista recebeu voz de prisão no local por lesão corporal em múltiplas vítimas.

O Corpo de Bombeiros foram acionados para socorrer as vítimas com o apoio de três ambulâncias municipais. A maioria dos feridos receberam o atendimento no local e foram liberados. Dois foram encaminhadas ao HPS João XXIII, em Belo Horizonte, e outro para a UTI móvel de Itabira. Um homem de 59 anos morreu. 

Prefeitura da cidade se manifesta

 

Por meio de nota oficial, a prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo lamentou o ocorrido e reiterou o compromisso em garantir assistência e prestar auxílio as vítimas. Confira a nota na íntegra:

"A Prefeitura de São Gonçalo do Rio Abaixo e a Secretaria de Saúde do município lamentam profundamente pelo acidente envolvendo o bloco Makako Loko durante o Gonçalo Folia 2024. Estamos comprometidos em oferecer todo o suporte necessário às vítimas deste lamentável incidente. Elas estão recebendo atendimento e estão sob monitoramento no hospital local de São Gonçalo do Rio Abaixo. Adicionalmente, em meio às dificuldades impostas pelos hospitais lotados devido a casos de dengue, a Prefeitura e a Secretaria de Saúde estão atuando em esforço conjunto para garantir que todas as pessoas que necessitam de remoção sejam transferidas. Este trabalho contínuo visa assegurar que, apesar dos desafios, todos os afetados recebam a assistência necessária. A Prefeitura reitera seu compromisso em garantir assistência integral a todos os afetados e trabalha incessantemente para prestar o auxílio necessário neste momento difícil."

 

 

 

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!