Ato no RJ

Bolsonaro diz que é preciso ‘lutar’ e pede salva de palmas para Musk

Apoiadores do ex-presidente e parlamentares do PL participaram de manifestação na praia de Copacabana

Por O Tempo Brasília
Publicado em 21 de abril de 2024 | 12:22
 
 
O ex-presidente Jair Bolsonaro discursou neste domingo (21) Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ex-presidente Jair Bolsonaro discursou, neste domingo (21), durante ato na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. “Temos que lutar, caso contrário iremos para o abatedouro como cordeirinhos”, afirmou. Ao falar no trio elétrico, Bolsonaro pediu aplausos para o bilionário Elon Musk. 

Em outro momento, o ex-presidente foi enfático. “O que o sistema quer não é apenas me jogar numa cadeia, o sistema quer concluir o trabalho de Juiz de Fora”, disse em referência ao atentado que sofreu durante a campanha presidencial de 2018. 

Antes dele, a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro também falou para o público. “Precisamos de gente de bem. Que não vai aprisionar o seu povo”, declarou no trio elétrico. Michelle destacou ainda que 2024 é um “ano decisivo para o Rio de Janeiro” ao lembrar das eleições municipais deste ano. 

Michelle Bolsonaro ressaltou ainda o papel das mulheres na política. “Mulheres sábias edificam uma nação (...) Fazendo uma política feminina e não feminista”, afirmou. A ex-primeira-dama foi uma das primeiras a falar para o público depois da chegada do ex-presidente no local onde ocorre a manifestação.  

O deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO) também discursou no trio elétrico e disse que “eles fizeram de tudo para que a gente não estivesse aqui hoje. Tentaram de todas as formas colocar medo no coração de cada um de nós”. O parlamentar ainda fez algumas declarações em inglês ao citar que o bilionário Elon Musk estava atento ao que ocorria no Brasil. 

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) também subiu no trio elétrico. “Hoje o mundo está vendo quem é o verdadeiro líder desse país: Jair Messias Bolsonaro”, declarou. “Esse país precisa de homens com testosterona”, completou.