vítimas

Afeganistão atualiza balanço do terremoto para 'mais de mil mortos'

Inicialmente, o governo afegão havia falado em 2 mil mortes provocadas pelo tremor de magnitude 6,3

Por Agência
Publicado em 11 de outubro de 2023 | 10:03
 
 
 

O governo do Afeganistão reduziu de forma considerável, nesta quarta-feira (11), o número de vítimas do terremoto que atingiu o oeste do país no fim de semana passado, para "mais de 1.000 mortos". 

O Ministério de Gestão de Catástrofes disse, inicialmente, que o terremoto de magnitude 6,3, seguido por oito tremores secundários, no sábado na província de Herat, causou mais de 2.000 mortes. 

"Temos mais de 1.000 mortos no primeiro incidente", corrigiu nesta quarta-feira o ministro afegão da Saúde, Qalandar Ebad, em conversa com a imprensa.

O ministro Ebad atribuiu a causa da confusão no número ao isolamento das áreas mais afetadas e à dupla contagem por parte dos diferentes serviços envolvidos no resgate.

Outro sismo, de magnitude 6,3, atingiu a mesma região nesta quarta (11). Há quatro dias, milhares de pessoas dormem ao ar livre na localidade, depois de suas casas terem desabado. 

Segundo as autoridades, este último terremoto deixou um morto e 130 feridos. (AFP) 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!