Conflito em Gaza

Jihad Islâmica chama de 'mentiras' acusações de Israel sobre ataque a hospital

Um ataque a um hospital de Gaza matou ao menos 500 pessoas; Hamas atribui ataque a Israel, que por sua vez atribui à Jihad Islâmica

Por Agência
Publicado em 17 de outubro de 2023 | 21:29
 
 
 
normal

O grupo militante palestino Jihad Islâmica chamou de "mentiras", nesta quarta-feira (noite de terça, 17, no Brasil), as acusações do Exército israelense de que este movimento foi o responsável pelo ataque a um hospital em Gaza, que deixou centenas de mortos.

"O inimigo sionista está tentando fortemente fugir da responsabilidade pelo massacre brutal que cometeu ao bombardear o Hospital Nacional Árabe Batista [Al-Ahli Arab], em Gaza, através de sua habitual fabricação de mentiras, e ao culpar o movimento Jihad Islâmica na Palestina", declarou o grupo em um comunicado.

"Nós afirmamos, portanto, que as acusações feitas pelo inimigo são falsas e infundadas", acrescentou. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!