Descoberta

Ovos de avestruz de mais de 4 mil anos são encontrados em Israel; veja fotos

Fragmentos de ovos de avestruz encontrados por arqueólogos no deserto de Negev, na fronteira com o Egito

Por O TEMPO
Publicado em 13 de janeiro de 2023 | 10:37
 
 
 
normal

Uma equipe de arqueólogos encontrou fragmentos de ovos de avestruz de mais de 4.000 anos no sul de Israel. O anuncio foi feito pelas Autoridade de Antiguidades do país na última quinta-feira (12/1), e irá ajudar a entender melhor como viviam os nômades do deserto naquela época.

Os fragmentos, exumados no deserto de Negev, fronteira com o Egito, apresentam um estado de conservação "excepcional", destacou o órgão. Arqueólogos os encontraram perto de uma fogueira que fazia parte de um acampamento usado por nômades "desde os tempos pré-históricos", informou Lauren Davis, diretora de escavação da Autoridade de Antiguidades de Israel.

Especialistas dizem que as descobertas fornecem informações sobre a vida dos povos antigos que habitavam a região

Os avestruzes selvagens desapareceram da região no século XIX, observou a Autoridade de Antiguidades, e os ovos encontrados podem fornecer pistas sobre a vida dos nômades da antiguidade, que deixaram poucos vestígios duradouros, por causa do seu estilo de vida.

Os oito ovos esmagados foram localizados em um acampamento usado por nômades

Os ovos serão examinados para calcular sua data. Especialistas estimam que eles podem ter entre 4.000 e 7.500 anos. Serão reconstituídos "como um quebra-cabeça", com a esperança de descobrir a que espécie pertencem, e "para que, exatamente, eles eram usados".

(* Com AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!