facebook

Rússia emite mandado de busca contra porta-voz da Meta

Em outubro de 2022, a Rússia rotulou a Meta como organização terrorista e extremista

Por Agências
Publicado em 26 de novembro de 2023 | 16:22
 
 
 

As autoridades russas incluíram neste domingo (26) na lista de procurados Andy Stone, porta-voz da gigante americana Meta, dona da rede social Facebook, que é classificada como organização "extremista" por Moscou. 

O nome de Stone aparece agora na base de dados do Ministério do Interior russo, junto com outras pessoas procuradas por violar o código penal. 

As autoridades não especificaram as acusações contra o diretor de comunicações da Meta, matriz do Facebook e do WhatsApp. 

Em outubro de 2022, a Rússia rotulou a Meta como organização "terrorista e extremista", abrindo a possibilidade de processos criminais contra seus usuários no país.

O Facebook e o Instagram estão bloqueados na Rússia desde o início da ofensiva de Moscou na Ucrânia, iniciada em fevereiro de 2022. O mesmo acontece com o Twitter e vários portais críticos ao governo, mas seu uso é possível por meio de VPN. 

Antes de sua proibição, milhões de russos usavam aplicativos Meta, especialmente o Instagram. 

Em abril de 2022, a Rússia proibiu Mark Zuckerberg, fundador e CEO da Meta, de entrar no país.

(AFP)
                
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!