Editorial

Milagre do trabalho

A pobreza no Brasil e o exemplo de Irmã Dulce


Publicado em 14 de outubro de 2019 | 03:00
 
 
 

A canonização da primeira santa do Brasil traz, além do óbvio significado religioso, uma forte simbologia social. Não é à toa que Irmã Dulce passa a ser conhecida como santa Dulce dos Pobres. No hospital da entidade assistencial que fundou improvisadamente em um galinheiro, há 70 anos, na Bahia, atualmente são realizados por ano cerca de 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais. Um feito que por si pode ser considerado milagre em um país ainda marcado por grandes desigualdades.

No Brasil, quase 55 milhões de pessoas vivem com menos de R$ 13 por dia para sustentar suas famílias, enquanto apenas 2,7% das famílias concentram um quinto de toda a renda brasileira, com ganhos médios de R$ 40 mil mensais.

Dos lares brasileiros, 35 milhões não possuem água encanada e 100 milhões são totalmente desprovidos de acesso a esgoto tratado. Em 1,5 milhão de casas não existe banheiro.

Apesar de possuir 2,18 médicos por mil habitantes, mais que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde, eles estão concentrados principalmente nas capitais e regiões mais prósperas. O Estado de São Paulo, sozinho, abriga um quinto de todos os médicos do país.

Perto de 12 milhões de pessoas estão desempregadas, e mais de 4 milhões desistiram de procurar uma ocupação por falta de oportunidades.

O IBGE calcula que seria preciso investir R$ 10,2 bilhões por mês para erradicar a pobreza. Em valores anuais, é mais do que a economia esperada com a reforma da Previdência. Um problema cuja solução não pode depender somente das preces dos brasileiros e que exige dos poderes públicos coragem, trabalho e abnegação semelhantes àqueles de Irmã Dulce ao transformar um galinheiro em um centro de referência em assistência à população.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!