PRIMEIRA BAIXA

Governo confirma saída de secretária que vai disputar eleição em Juiz de Fora

Elizabeth Jucá estava à frente da secretaria de Desenvolvimento Social desde 2019, nos primeiros meses do governo Zema

Por Hermano Chiodi
Publicado em 28 de maio de 2024 | 20:04 - Atualizado em 28 de maio de 2024 | 20:19
 
 
 

O governo Romeu Zema sofre sua primeira baixa no secretariado por causa das eleições municipais de outubro. Nesta terça-feira (28/5), o governo comunicou a saída da economista Elizabeth Jucá, que comandava a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais (Sedese-MG) desde 2019, no início do primeiro mandato do governador.

Beth Jucá, como é conhecida, é pré-candidata do partido Novo na disputa pela prefeitura de Juiz de Fora, na Zona da Mata. Caso a candidatura se confirme, ela irá enfrentar a atual prefeita, Margarida Salomão (PT), que vai tentar a reeleição. Porém, para se tornar o nome oficial do partido ela terá que vencer uma disputa interna.

De acordo com nota oficial divulgada pelo diretório do Partido Novo em Juiz de Fora na segunda-feira (27/5), antes da saída de Beth Jucá, a legenda diz que teria outros três nomes disponíveis para a disputa: o do médico e também ex-secretário no governo Zema, Dr. Carlos Eduardo Amaral; o do jornalista Sergio Bara; e o do empresário Makerley Arimateia. 

O prazo final para definição é 5 de agosto, quando termina o período das convenções partidárias.

Gratidão

Em nota, o governo do Estado agradece aos serviços prestados e exalta as realizações da gestão de Elizabeth Jucá na secretaria. “O governador agradece o empenho e a dedicação da secretária Jucá e deseja sucesso em seus novos caminhos profissionais”, diz.

“Entre algumas das realizações, estão os reajustes do Piso Mineiro de Assistência Social e a criação do Auxílio Emergencial Mineiro, que beneficiou mais de um milhão de famílias em situação de extrema pobreza durante a pandemia de covid-19. Sob sua gestão, ainda houve a implementação de projetos nacionalmente reconhecidos, como o Trajeto Moda, a distribuição de absorventes para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade social, e o protocolo Fale Agora, uma das principais iniciativas no país de enfrentamento à violência sexual em espaços de comércio, serviços, turismo e lazer. Ela também coordenou os Programas Percursos Gerais e Minas Forma”, destaca.

Substituta

Conforme antecipado em O TEMPO, a escolhida para substituir Elizabeth Jucá será a deputada estadual Alê Portela (PL). Ela é advogada e foi secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania de Contagem e como conselheira Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente em Minas Gerais, antes de chegar para seu primeiro cargo na Assembleia Legislativa. Ela também é filha do deputado federal Lincoln Portela (PL) e da vereadora de Belo Horizonte, Marilda Portela (PL).

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!