Benefício

Zema anuncia o pagamento do 13º em parcela única no dia 15 de dezembro

O pagamento integral do 13º salário para todos os servidores sem atraso foi feito pela última vez em 2015

Por da redação
Publicado em 22 de outubro de 2021 | 04:00
 
 
 

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), confirmou na noite de anteontem que o Estado pagará o 13º do funcionalismo em apenas uma parcela neste ano, após anos de o benefício ter sido parcelado ou quitado com atrasos. O benefício será pago no dia 15 de dezembro. A declaração foi feita em entrevista ao podcast Flow, no qual o chefe do Executivo foi convidado.

“Depois de seis anos, vamos começar a pagar o 13º em dia também. Está decidido. Ainda não tinha falado. O que o meu secretariado está fazendo é isso: eles têm hoje um orçamento que é a metade do que o último governo tinha e estão fazendo muito mais. Mas por quê? Porque são competentes”, destacou.

Ontem, pelo Twitter, o governador ratificou a informação. “Equilibrando as contas e arrumando a casa, após seis anos com atrasos e parcelamentos, os servidores de Minas vão receber o 13º salário, este ano, no dia 15/12, integral e em parcela única”, publicou Zema.

O pagamento integral do 13º salário para todos os servidores sem atraso foi feito pela última vez em 2015 e somente em 2010 foi depositado para o funcionalismo até 15 de dezembro.
“É muito gratificante, depois de 33 meses de governo, onde desde o primeiro dia o foco tem sido ajustar as contas e arrumar a casa, ver que um trabalho disciplinado feito com muito sacrifício, com muita determinação, começa a dar frutos. Pagar o salário do funcionalismo e o 13º em dia sempre foi um desejo meu e de toda equipe”, afirmou o governador.

O pagamento do abono natalino no dia 15 de dezembro, em parcela única, vai beneficiar os cerca de 600 mil servidores, ativos e aposentados, segundo o Executivo. O valor total da folha, sem encargos patronais, é de aproximadamente R$ 3,1 bilhões, e a estimativa é que sejam injetados cerca de R$ 2,5 bilhões na economia mineira em dezembro deste ano, com base nos dados da folha de setembro de 2021, informa o governo.

O Executivo já havia anunciado a regularização da data de pagamento dos salários dos servidores no quinto dia útil e do passivo de R$ 701 milhões em férias-prêmio aos aposentados.

No fim de agosto deste ano, Zema já sinalizava com a possibilidade de o benefício não ser parcelado neste ano. “Com relação ao 13º salário, estaremos muito provavelmente em 30, 60 dias, dando uma posição. Tudo indica que vamos conseguir pagar na data certa, e tudo isso foi conseguido com muito sacrifício”, pontuou o governador na ocasião.

Em postagem no dia 15 deste mês, Zema havia a anunciado a incorporação de abono ao vencimento básico dos servidores da educação básica: “No dia dos professores, uma ótima notícia para os servidores da educação de Minas: a partir de novembro, vamos incorporar o terceiro abono ao vencimento básico para mais de 250 mil profissionais da educação, ativos e aposentados”

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!