VÔLEI FEMININO

Brasil vence Japão em mais um tie-break, pela Liga das Nações

Seleção feminina de vôlei segue invicta na competição, após cinco jogos

Por Débora Elisa
Publicado em 28 de maio de 2024 | 11:01
 
 
 

O Brasil venceu o Japão em uma partida dura, no retorno à Liga das Nações. Para abrir a segunda semana, a seleção brasileira venceu no tie-break (24/26; 26/24; 19/25; 25/20 e 15/11), de virada, na cidade de Macau, na China. Em mais uma boa atuação, o Brasil segue invicto na VNL feminina.

Pela terceira vez consecutiva, o duelo entre Brasil e Japão é decidido somente no tie-break. No Mundial de 2022 e no Pré-Olímpico, decidido no no passado, a seleção brasileira venceu duas vezes em atuações memoráveis. Nessa VNL não foi diferente.

Contra um adversário muito qualificado, as brasileiras precisaram de muita paciência para colocar a bola no chão. Como o técnico Zé Roberto havia apontado antes do jogo, a defesa japonesa é a melhor do mundo, e mais uma vez o volume defensivo deixou o confronto muito complicado para o Brasil.

Para furar a forte defesa adversária, as brasileiras contaram com uma atuação imparável de Gabi, que não só fez a diferença no ataque, mas também apareceu muito bem no fundo de quadra. Ela terminou o jogo com 25 pontos. Repensando a estratégia ao longo do confronto, o técnico Zé Roberto colocou a central Thaisa em quadra pela primeira vez na competição, ao longo do quarto set, e a bicampeã olímpica fez a diferença.

Com a central do Gerdau Minas fazendo dupla com Carol, o Brasil chegou a 14 pontos de bloqueio, mostrando um domínio completo nesse fundamento. As brasileiras também foram superiores no saque, marcando seis aces contra dois do Japão. Se ajustando bem para encontrar um bom ritmo, as brasileiras tiveram uma atuação decisiva no tie-break, com muita agressividade no saque e no ataque, para confirmar a vitória.

Análise de dentro de quadra

A levantadora Roberta, titular contra a seleção japonesa, exaltou a capacidade do time de se ajustar em momentos difíceis e elogiou as companheiras, que gostam de chamar a responsabilidade em jogos complicados.

"Jogo contra o Japão é sempre assim. Sempre no tie-break. Estou muito orgulhosa que mesmo nos momentos difíceis mantivemos a calma. É 'fácil' jogar com esse elenco, especialmente em momentos decisivos, porque todas elas olham para mim pedindo a bola. Sabemos o que estamos batalhando para alcançar e é o nosso objetivo vencer tudo por aqui", comentou a levantadora Roberta.

O próximo jogo do Brasil na VNL é na quarta-feira (30), contra a Holanda, às 8h30.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!