Frederico Jota
20/08/19
23h28

Sul-Americana

De virada, Galo derrota o La Equidad e decide vaga na Colômbia

Empate no segundo jogo garante o Atlético na semifinal do torneio continental

Jair marcou um dos gols do Galo contra o La Equidad — Foto: Cristiane Mattos
Frederico Jota
20/08/19 - 23h28

O Atlético está a um empate de voltar a uma semifinal continental depois de seis anos. Com a difícil vitória sobre o La Equidad por 2 a 1, o Galo leva a vantagem para o jogo da volta, terça que vem, em Bogotá, para ficar entre os quatro melhores da Copa Sul-Americana. A última vez que o Atlético chegou a uma semifinal continental foi em 2013, ano em que conquistou a Libertadores. 

Vale lembrar que o gol qualificado é critério de desempate na Sul-Americana. Portanto, uma vitória por 1 a 0 dá a vaga ao La Equidad. O vencedor enfrenta na semifinal o Colón, da Argentina.

Com o resultado positivo, o Atlético completou 23 jogos sem perder no Independência, que recebeu quase 22 mil pessoas. A última vez que o Galo perdeu no Horto foi em novembro do ano passado, contra o Grêmio.

O jogo não foi tão simples quanto muitos pensaram por se tratar de um time desconhecido. No primeiro tempo, especialmente, algumas peças importantes do time não funcionaram e o Galo demorou para engrenar. E, ao contrário da maioria das equipes que jogam no Independência, o La Equidad encarou o Atlético desde o início e foi premiado com um pênalti bobo cometido por Elias logo aos 3 minutos. Camacho cobrou e fez 1 a 0 aos 7. A torcida, mesmo surpresa, passou a empurrar mais o time em busca do empate.

O gol causou efeitos diretos no time, que errou passes e foi mal na transição entre os setores. Quando esfriou a cabeça, o Atlético, comandado por Cazares, o mais lúcido na etapa inicial, começou a acuar o time colombiano. Acertou a trave uma vez e chegou ao gol aos 27 minutos, com Jair. A reação, apesar da pressão, parou por aí no primeiro tempo. 

No segundo tempo, praticamente um ataque contra defesa, especialmente depois da expulsão de González, aos 9 minutos. A pressão   atleticana foi total. Para colocar ainda mais força em campo, Rodrigo Santana colocou Otero no lugar de Fábio Santos e  o time todo para frente.

Com auxílio do VAR, o Atlético teve um pênalti a seu favor. Cazares cobrou, o goleiro defendeu e Otero mandou para as redes, mas invadiu a área e, novamente via VAR, o gol foi anulado.

A pressão não diminuiu e Rodrigo Santana foi para cima, colocando Alerrandro no lugar de Jair. Mesmo estando abaixo do bom nível dos últimos jogos no Horto, o Galo chegou ao segundo gol de uma forma que não tinha tentado ainda, com chute de fora da área, com Elias, aos 34 minutos. O  2 a 1 foi mais sofrido do que o imaginado, mas a vantagem está nas mãos do Galo.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000