Gláucio Castro
@superfcoficial
19/09/19
23h25

Desvantagem

Galo sofre virada do Colón, mas vitória simples dá a vaga na volta

Segundo tempo bem abaixo da equipe de Rodrigo Santana definiu o triunfo dos argentinos, que jogam pelo empate na próxima quinta-feira, no Mineirão

Gláucio Castro | @superfcoficial
19/09/19 - 23h25

Antes da partida, um integrante da comissão técnica do Colón espalhou sal grosso nos gols do estádio Cemitério de Elefantes, em Santa Fé, casa da equipe argentina. Parece que a tática deu certo.  De virada, o Colón bateu o Atlético por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (19) na partida de ida da semifinal da Sul-Americana. Pelo gol marcado fora de casa, o Galo avança se fizer 1 a 0 em na próxima quinta-feira em Belo Horizonte. Chará abriu o placar, e Morelo e Luis Rodriguez viraram.

Apesar da importância da partida, Atlético e Colón protagonizaram um jogo fraco tecnicamente, 
principalmente no primeiro tempo, quando as duas equipes praticamente não levaram qualquer perigo ao gol adversário. Os goleiros só trabalhavam para cobrar tiros de meta. Os times tinham meios de campo pouco criativos e a bola não chegava aos atacantes. Cazares tentava se redimir das últimas lambanças fora de campo e era o mais inspirado pelo lado alvinegro, enquanto Fábio Santos errava muitos passes. Mas o time sentia falta de Jair contundido. Zé Welison ficou muito aquém do que Rodrigo Santana e a torcida esperavam dele.

O Galo abriu o placar com Chará aos 35 minutos do primeiro tempo sem que nenhuma das duas equipes tivesse arriscado um chute a gol. Até mesmo no lance que modificou o placar no estádio Cemitério dos Elefantes, o time mineiro não precisou chutar a gol para estufar as redes, mesmo que Vinícius e Elias tivessem protagonizado boa jogada na intermediária do Colón. Ortiz tentou cortar e a bola explodiu em Chará indo parar no fundo das redes. 

Com o Atlético à frente, o restante da etapa ficou mais movimentada com as duas equipes se arriscando mais, mas as emoções finais ficaram mesmo reservadas para o segundo tempo.

Os times voltaram sem mudanças de peças, mas com outra postura. Antes de o ponteiro do relógio completar um minuto de bola rolando, Vigo arriscou um chute de longe que raspou na trave de Cleiton. Era o prenúncio de 45 minutos mais empolgantes. O Atlético respondeu à altura com uma boa trama de Elias e Di Franco, atacante argentino que jogava na vaga de Ricardo Oliveira, mas pouco havia aparecido no jogo.

Com seis minutos, o Colón empatou em cobrança de escanteio. Após descuido da zaga do Galo, Morelo subiu sozinho para deixar tudo igual. A partir daí o jogo ficou aberto, com boas oportunidade para brasileiros e argentinos. O que faltou de movimentação no primeiro tempo, sobrou no segundo com os dois times indo para cima. Mas o ímpeto inicial só foi se transformar em mais gols aos 40 minutos, quando Luis Rodriguez deu números finais ao duelo.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000