Isabelly Morais
@otempo
24/09/20
20h25

Papo na meta

'No fim, a vitória é do grupo', diz Rafael sobre perda da titularidade no Galo

Goleiro falou sobre o momento no Atlético e as escolhas de Jorge Sampaoli

Rafael perdeu a titularidade para Everson no Galo — Foto: Bruno Cantini
Isabelly Morais | @otempo
24/09/20 - 20h25

O goleiro Rafael foi titular com Jorge Sampaoli do primeiro jogo do argentino, contra o Villa Nova, até a partida contra o Santos, quando foi expulso. Depois, Everson atuou quando Rafael estava suspenso e seguiu no time por oção do treinador, contra o Atlético-GO. Questionado se a ida ao banco de reservas gerou alguma frustração, o goleiro pontuou a importância de se valorizar todo o grupo.

"Somos profissionais e temos que estar à disposição do Sampaoli. No fim, a vitória é de todo o grupo", disse Rafael em entrevista à rádio Super 91,7 FM.

O goleiro correspondeu com a camisa do Galo enquanto foi opção de Sampaoli para a titularidade da meta. Com a chegada de Everson, ficou no banco contra o Atlético-GO. Rafael fez 15 partidas com a camisa do Atlético, que tem ainda o experiente Victor como opção.

"Todo jogador que está no Galo, sente a alegria de participar de um elenco tão forte. Tivemos uma conquista recente e estamos brigando pelo título brasileiro. A gente sabe que são 11 a cada jogo e isso vai do que o treinador pensa e escolhe. Tenho para mim que os títulos e ambientes só são construídos por todos os jogadores se dedicando juntos. É o que acontece hoje", completou.

Questionado se chegou ao Atlético, em março, com a expectativa de ser o sucessor de Victor, Rafael desconversou. Victor tem 37 anos e contrato com o Galo até o fim do ano, mas ainda não se fala em renovação.

"Nosso trabalho é feito para o nosso melhor. Ser titular ou não, depende do treinador. Nossa dedicação tem que ser construída em campo. No fim, todos têm sua parcela de contribuição. O futebol é coletivo, onde se usa todo mundo. No Atlético, todos têm tido um papel muito importante", destacou Rafael.

Conversa com Sampaoli

Uma caracaterística exigida por Sampaoli aos goleiros é saber jogar com os pés para ajudar na construção das jogadas. Everson aprimorou esse aspecto com o técnico argentino em 2019 no Santos, enquanto Rafael vinha adaptando seu estilo de jogo ao gosto do treinador. O goleiro respondeu ao ser questionado se foi instruído por Sampaoli a melhorar em alguma característica e também se teve uma conversa com o argentino pelas escolhas recentes.

"O Sampaoli tem uma conduta com todos os jogadores de que todos são titulares e têm sua importância. Ele passa a escalação na hora do jogo, porque trata todos com toda essa importância. No caso do goleiros, todos têm o mesmo tratamento e treinamento. Todos sabem o que tem que ser feito. Ele é o treinador, é quem comanda. Ele é o cara  por colocar o time em campo. Se ele tiver que dar explicação para todo mundo, toda vez que for colocar ou tirar, vai fazer com que tenha que conversar com muitos toda semana", complementou.

 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000