Da redação
@otempo
05/05/21
16h28

$$$

Sette Câmara convenceu Menin a injetar dinheiro no Galo: 'mudou a história'

O ex-presidente do Galo disse que pediu para o empresário investir no clube para aliviar a situação financeira difícil

O ex-presidente do Galo falou sobre a importância de Menin para o clube — Foto: Bruno Cantini/Atlético
Da redação | @otempo
05/05/21 - 16h28

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético durante o triênio 2018/2020, falou, em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, sobre o difícil processo que passou no comando do clube. Sette Câmara, durante seu mandato, viu o Galo em uma situação financeira complicada, decidiu agir e chamar o empresário Rubens Menin para ajudar o clube financeiramente. Segundo o presidente, sem a ajuda dos mecenas, o Galo poderia ser rebaixado à Série B do Brasileirão. 

“Eu procurei o Rubens Menin e tenho absoluta certeza que isso mudou a história do Atlético. Eu brinquei com ele, que sabia que um dos maiores sonhos que ele tinha era, além de ver o Atlético ser campeão, ver a Arena sendo inaugurada com um grande time e títulos, mas que na situação atual do clube, iríamos inaugurar a Arena na Série B. Ele se assustou, pediu um prazo para analisar e depois me chamou e disse que ia ajudar, e aí começou a ajudar o clube, colocando recursos em uma condição que eu tinha que aceitar. Nós tínhamos muitas dívidas na Fifa, salários, contratações para fazer... Eu fico muito feliz e desconheço algo que o Rubens tenha colocado o dedo que não tenha dado certo. Nós mudamos o clube com os 4Rs e comecei a perceber que o clube ia virar outro. Eu sinto, cada vez mais, que isso vai acontecer", disse o ex-presidente. 

A ajuda do grupo de empresários é fundamental para o Galo seguir vivo e não temer a dívida que ultrapassou o R$1 bilhão. O patrimônio do clube, que inclui o elenco masculino profissional, também dão segurança. 

"Eu tenho um patrimônio de R$ 2 bilhões e uma dívida de R$ 1,2 bilhão. Então, eu tenho um superávit de R$ 800 milhões. O Atlético tem a maior dívida reconhecida, porque está implementando uma filosofia que praticamente não existe em outros clubes brasileiros, e sendo extremamente profissional.Nós tiramos nossos esqueletos do armário e encontramos muitas coisas que precisavam ser ajustadas, tanto negativas quanto positivas. Nosso patrimônio estava muito subavaliado. O Atlético fez um ajuste e hoje estamos nos preparando para ser auditados por uma das maiores empresas de auditoria do mundo que é a Ernest Young. Quando você tem esse tipo de profissionalismo implementado no clube, as coisas começam a funcionar de outra forma", afirmou.

 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000