Josias Pereira
@superfcoficial
20/08/19
09h00

Aproveitou a chance

'Alimentado', Fred ganha fôlego novo no Cruzeiro sob a batuta de Ceni

Com o esquema envolvente proposto pelo treinador, buscando sempre adiantar as linhas e não se abdicando do espírito ofensivo

Fred marcou o gol que abriu o caminho da vitória cruzeirense sobre o Peixe, no Mineirão — Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Josias Pereira | @superfcoficial
20/08/19 - 09h00

Com 21 finalizações, sendo 10 a gol na vitória sobre o Santos por 2 a 0, o Cruzeiro mostrou um poder de fogo que não era visto desde o 0 a 0 com o Corinthians, pela oitava rodada do Brasileirão, quando o empate sem gols prevaleceu com o Cruzeiro martelando o goleiro Walter, com 25 arremates, sendo sete no gol. 

Com o esquema envolvente proposto por Rogério Ceni, buscando sempre adiantar as linhas e não se abdicando do espírito ofensivo, o Cruzeiro teve uma outra cara, beneficiando justamente um nome que estava precisando dar uma resposta: Fred. 

Autor do gol que abriu o caminho para a vitória, seu 17º na temporada, ele ainda deu a assistência para o tento de Thiago Neves, seu sexto passe para gol em 2019, dois atrás de Robinho. 

Foram ainda três finalizações, sendo duas no gol e uma para fora. 'Alimentado', o jogador acabou com seu jejum de gols. que perdurava por 16 jogos e 1068 minutos. Em entrevista à TV Globo após o jogo, o camisa 9 falou sobre a sequência, inclusive o desânimo com o banco ainda no período sob o comando de Mano Menezes. 

"Senti um alívio muito grande. Por algum tempo eu meio que me perdi. Quando eu saí do time, eu dei uma desanimada, foi praticamente a primeira vez que aconteceu comigo, mas eu aprendi com isso. Queria agradecer à torcida e pedir desculpa pelos jogos que eu fiquei sem fazer gol", disse Fred. 

Na estreia de Ceni, o camisa 9 iniciou o confronto entre os suplentes, mas teve a oportunidade com a Raposa atuando com um jogador a mais. 

"Para mim, especificamente, ele (Rogério) pediu pra eu ficar mais posicionado onde eu posso fazer a diferença, que é dentro da área, e graças a Deus deu tudo certo", salientou. 

Histórico de Ceni 

Rogério Ceni sempre foi um adepto da formação com um homem referência. Na época do comandante de Fortaleza, Gustagol tornou-se destaque do time, com 30 gols em 45 jogos na temporada, 14 na Série B. 

O treinador comentou sobre o esquema que propôs, priorizando a velocidade e o jogador de armação. As circunstâncias do jogo o fizeram optar por Fred. Resta saber se as condições físicas do atleta e a proposta de Ceni farão com que o jogador retome sua condição plena de titular. O próximo desafio do Cruzeiro será contra o CSA, em Alagoas, no domingo, às 19h, pela 16ª rodada do Brasileirão. 

"Sobre o esquema, tentei colocar mais velocidade, mantendo o jogador de armação, e pelo desenrolar do jogo colocamos o jogador de referência, o Fred. Joguei muito tempo no gol, ficava lá atrás, sozinho, hoje quero ver um time que faz gols, mais próximo do gol. Eles compreenderam. Os grandes protagonistas foram os atletas", disse Rogério Ceni. 

Em busca de marca 

Maior artilheiro do Brasileirão na era dos pontos corridos, Fred fez contra o Peixe seu 1º gol no forneio nacional deste ano. Agora são 143 na era dos pontos corridos. O Camisa 9 está a dez de igualar Edmundo na lista de maiores goleadores da história do Brasileirão. O líder é Roberto Dinamite, com 190, e o segundo é Romário, com 154. 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000