Josias Pereira
@josiaspereira
23/09/20
07h30

Recuperando a forma

'Sou muito melhor do que aquilo', diz Daniel Guedes sobre estreia no Cruzeiro

Jogador ainda não está 100% fisicamente, mas se surpreendeu por ter suportado mais de 50 minutos contra o CSA; ele ficou quase um ano sem atuar

Josias Pereira | @josiaspereira
23/09/20 - 07h30

Na derrota do Cruzeiro para o CSA por 3 a 1, no último sábado, em Alagoas, o time celeste teve uma cara nova em campo. O lateral-direito Daniel Guedes entrou em campo e pode atuar por cerca de 53 minutos, um período até mesmo maior do que a previsão inicial da comissão técnicia. O atleta não fazia uma partida oficial há um ano, e obviamente sentiu a falta de ritmo. O lateral foi claro com a torcida, salientou que aquele não era o Daniel Guedes que todos conhecem, mas ressaltou que com o passar do tempo ele vai se sentir mais preparado para ajudar o Cruzeiro nesse momento turbulento. 

"!00% ainda não (sobre a condição física). Depois de uma ano, seria praticamente impossível com um mês e meio de preparação. Eu tenho que elogiar os preparadores físicos do clube porque me deram um suporte e eu realmente cheguei a duvidar da capacidade de aguentar os 50 minutos", disse o jogador sobre a partida do último sábado.

"Tinha conversado com o professor Ney Franco, que a princípio tinha falado que eu atuaria entre 20, 25 minutos, e acabei atuando bem mais. Então fiquei extremamente feliz porque vi que estava mais preparado do que aquilo que a gente tinha planejado. Agradeço aos preparadores físicos, mas eu peço ainda um pouco de paciência, aquele não é o Daniel que as pessoas conhecem, eu sou um atleta muito melhor do que aquilo", observou o lateral-direito do Cruzeiro.

"Mas eu peço um pouquinho de paciência porque o ritmo de jogo, o tempo de bola, essas coisas eu estou ainda pegando dentro de campo, mas esse jogo serviu já para me dar confiança de ir mais tranquilo nos próximos jogos", acrescentou Daniel Guedes. 

O jogador celeste também comentou sobre o momento que vive o time, hoje na 15ª posição na tabela, com oito pontos e ainda sem conseguir emplacar uma sequência no torneio nacional. Ele pediu que o grupo levante a cabeça e demonstre a entrega que a competição exige de quem a disputa. 

"Se lamenta pós-jogo, que é o natural, mas não há tempo para abaixarmos a cabeça. Temos que levantar a cabeça. e entender que nós estamos vestindo a camisa de um grande clube. E lá dentro fazer o melhor possível, entregar o melhor possível para que o Cruzeiro saia dessa situação o mais rápido possível", analisou Daniel Guedes.

"Estamos tendo as dificuldades, que são naturais, mas é levantar a cabeça, com dignidade, seguir em frente e saber que cada jogo para nós vai ser uma final e encarar isso. É fazer o melhor possível dentro de campo. Se vai aguentar 30, 35, 40 minutos, um tempo, enfim, entregar o melhor jogo possível, deixar o máximo dentro de campo para que a gente recupere a confiança, uma sequência de vitórias e isso vai nos fazer chegar naturalmente ao G-4, e depois ao acesso", concluiu o lateral-direito. 

O Cruzeiro volta a campo na próxima sexta-feira, quando encara o Avaí, às 21h30, no Mineirão, pela 11ª rodada da Série B.  

 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000