Daniel Ottoni
@superfcoficial
29/08/19
15h36

Objetivos diferentes

Avancini e mineiro representarão o Brasil no Mundial de mountain bike

Enquanto o atleta fluminense brigará pelo pódio, Guilherme Muller entra para melhorar resultado da última edição

Apesar de estar na lista dos primeiros do mundo, Avancini corre 'por fora', o que pode lhe favorecer na disputa com os principais concorrentes — Foto: Bartek Wolinski - Red Bull Content Pool
Daniel Ottoni | @superfcoficial
29/08/19 - 15h36

Os feitos do ciclista brasileiro Henrique Avancini, quando chegou na quarta posição nos dois últimos Mundiais de mountain bike, servem de combustível para ele fazer bonito novamente. Neste sábado e domingo, ele volta a participar da competição, agora na cidade canadense de Mont-Saint-Anne. As disputas poderão ser acompanhadas, a partir das 13h (horário de Brasília) neste link

Número três do ranking mundial, Avancini sabe das boas chances de ir bem e manter a regularide apresentada na atual temporada. Para conseguir um resultado satisfatório, ele realizou treinamento intensivo nas últimas três semanas em território europeu, pensando justamente nesta prova, que pode lhe dar importantes pontos no ranking internacional. 

“É uma pista dura, que demanda da parte física dos atletas, mas também da qualidade de pilotagem de cada um. Você consegue fazer diferença nesta questão, tanto para ganhar quanto para perder tempo. Eu tenho dado uma atenção especial ao Campeonato Mundial, com ajustes na minha bicicleta e treinamento específico. Acredito que poderemos fazer diferença em busca de um grande resultado. Talvez, esse seja o grande objetivo do ano, a grande meta da temporada”, indica. 

Apesar de estar na lista dos primeiros do mundo, Avancini corre 'por fora', o que pode lhe favorecer na disputa com os principais concorrentes. “Eu me sinto muito motivado de chegar nestas condições. Estou na lista de candidatos a medalha como um underdog, um pouco fora do radar, e essa é uma boa posição para largar no Campeonato Mundial”, declara. 

Mineiro na briga

Quem também tem presença confirmada na competição é o mineiro Guilherme Muller. Em patamar abaixo de Avancini, ele sabe como os detalhes podem fazer diferença no resultado final. 

“Mont-Sainte-Anne é uma das pistas mais técnicas do cenário mundial. Trata-se de um circuito que exige concentração e um equipamento ajustado para conseguir boa velocidade, pois tem várias partes técnicas, inclusive nas subidas. Venho de um temporada com bons resultados e estou tendo uma boa progressão nos treinos, isso me faz chegar bastante confiante para essa prova”, comenta. Muller ficou em quinto lugar nos Jogos Pan-Americanos, em Lima, no Peru e buscará melhorar o resultado do Mundial do ano passado, quando terminou na 42ª posição. 

 

Escreva um comentário
Comentar

Leia também:

Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000