Daniel Ottoni
@superfcoficial
07/08/19
12h27

Ginástica de trampolim

Dupla de Contagem conta com 'vaquinha' virtual para estar no Mundial

Jovens que foram chamados para integrar seleção juvenil depende de ajuda para estar em competição no Japão

Dupla foi convocada após bons resultados em âmbito nacional — Foto: Arquivo pessoal
Daniel Ottoni | @superfcoficial
07/08/19 - 12h27

Como se não bastasse o esforço das quatro horas de treinos diários, dois atletas da equipe de ginástica de trampolim de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, precisarão de um suporte financeiro de outras pessoas para saltar para voos mais altos.

A dupla da categoria juvenil, formada por Vinicius Celestino, de 16 anos e Ana Luiza Soares, de 15, foi convocada para estar no Campeonato Mundial da modalidade, em Tóquio, em dezembro. Para estar presente, no entanto, eles precisam custear boa parte das despesas, ao contrário da equipe adulta do Brasil, que tem todas os custos pagos pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG).

A alternativa recorrente para situações como esta é a criação de uma 'vaquinha' virtual. Os dois recorreram à internet para que o valor necessário seja arrecadado até o mês de novembro. "A Prefeitura de Contagem oferece toda estrutura de treinamento, equipamentos adequados, técnico especializado, fisioterapeuta e psicólogo. Além disso, custeiam todas as taxas de federação e confederação para que os atletas possam participar. Nesse Mundial por exemplo, estão sendo custeados os gastos de inscrições, participação e arbitragem de oito atletas da cidade. Mas os custos pessoais não podem ser arcados. Além dos atletas do rendimento, o projeto beneficia 300 crianças iniciantes. Alguns atletas contam com o Bolsa Atleta. Devido a uma lesão que tive,  não pude competir e não consegui a bolsa. Nunca tinha feito uma vaquinha antes", conta a jovem, vice-campeã pan-americana e vice-campeã brasileira na categoria júnior.

Ação que deu certo

Vinicius, já contou com ajuda da mãe, em oportunidade anterior, para estar no Sul-Americano da modalidade, em 2016, na Colômbia. A alternativa buscada foi a realização de uma feijoada beneficente, algo similar com o que Alice Hellen, um das principais atletas da ginástica de trampolim do Brasil, já fez por várias vezes para estar em torneios de relevância. Alice, hoje, colhe os frutos de quando treinava em Ouro Preto e dependia de rifas e ajuda dos pais para estar nas competições.

Vinicius e Ana Luiza esperam que todo o esforço de agora seja recompensado para que, lá na frente, estejam presentes dentro da seleção adulta, com um suporte mais presente para terem como foco único seu bom desempenho em cima do trampolim.  

Clique aqui para apoiar o projeto de Vinicius

Clique aqui para apoiar o projeto de Ana Luiza

 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000