Recuperar Senha
Fechar
Entrar
18/08/17

Servidores da PBH recusam índice de reajuste e ameaçam parar as atividades

Em assembleia realizada nessa quinta-feira (17), na praça da Estação, os servidores municipais da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) recusaram a proposta do Executivo de reajuste salarial de 2,53%. Também foi decidido que os funcionários vão realizar uma mobilização na próxima quarta, em frente à PBH, com indicativo de greve. O objetivo dos sindicatos é que a administração municipal aceite rediscutir a proposta antes desse prazo.

A prefeitura havia apresentado a proposta no último mês. O índice ficou acima da inflação de janeiro a junho, que foi de 1,12%. O último reajuste aos servidores foi concedido em dezembro de 2016. Mas, a principal queixa das categorias é que o reajuste não contempla perdas com a inflação acumulada nos últimos anos.

As atividades de algumas categorias foram paralisadas nessa quinta-feira (17), como as da área da saúde. Segundo o Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-BH), a paralisação também era contra a falta de segurança no trabalho. Eles esperam um reajuste de 17%, percentual também reivindicado por outros sindicatos.

De acordo com cálculos da Secretaria de Planejamento, com o reajuste de 2,53% para os cerca de 50 mil funcionários da administração direta, o impacto no Orçamento vai chegar à R$ 41,5 milhões neste ano. Segundo a pasta, a folha da PBH representa cerca de R$ 4 bilhões do Orçamento anual, que é de R$ 10 bilhões.

A folha de pagamento de junho do Executivo mostra que os procuradores do município têm vencimentos brutos entre R$ 27.328 e R$ 43.735. Mas, 28 dos 62 procuradores que têm salário acima do teto de R$ 31.061,47 entram no “abate-teto”, um mecanismo da lei que corta parte da remuneração dos funcionários que ultrapassa o limite. Já os auditores fiscais apresentam salários entre R$ 22.790 e R$ 49.490. Dos 112 auditores do município, 63 entram nas regras do “abate-teto”.

Dos 2.221 médicos que constam na folha, 1.161 recebem até R$ 10 mil. Outros 905 têm vencimentos que vão até R$ 20 mil. Acima dessa quantia estão outros 155 profissionais, sendo que o salário maior é de R$ 32.247. Em relação aos guardas municipais, as remunerações variam entre R$ 2.611 e R$ 7.754, sendo que a maioria dos agentes (1.780, do total de 2.069) recebe até R$ 4.000.

Ainda segundo o levantamento, dos 15.239 professores, 3.891 têm salário de até R$ 2.000. Já outros 6.863 têm vencimentos que chegam até R$ 4.000. Na outra ponta, 3.876 professores recebem mensalmente até R$ 10 mil. O total de 556 profissionais ganha entre R$ 10 mil e R$ 15 mil, e outros 52 recebem até R$ 20 mil. Nesses dois últimos patamares estão, principalmente, diretores e vice-diretores. Um professor recebe R$ 25 mil.

Por meio de nota, a Secretaria de Planejamento disse que, em reuniões de acompanhamento de receita, a prefeitura informou aos sindicatos que “o aumento repassado respeitaria as previsões de crescimento da receita e a sustentabilidade fiscal do município”. Segundo a pasta, o Executivo “vem se esforçando para garantir o pagamento dos servidores em dia, sem parcelamento, e concedendo benefícios que estavam represados”.

A administração municipal salientou ainda que a PBH se comprometeu a se reunir com o grupo em novembro para avaliar a receita e, se for percebido um aumento de arrecadação, vai realizar estudos para apresentar novos reajustes. (Fransciny Alves)

R$ 3,6 bi o valor do fundo eleitoral para financiar as eleições de 2018, proposto pela Comissão Especial da Reforma Política, seria suficiente para comprar 72 mil viaturas, ao custo de R$ 50 mil cada uma, para equipar as polícias de todo o país.

Vereador pega carona em conquista

O vereador de Belo Horizonte Irlan Melo (PR) despertou a ira da Rede de Vizinhos Protegidos da região Oeste da capital. Tudo porque o parlamentar postou em seu Facebook uma imagem das bases comunitárias móveis que a Polícia Militar (PM) pretende utilizar no policiamento da cidade e que, conforme O TEMPO mostrou, podem substituir as companhias da PM. Na foto, Melo capitalizou para si a instalação das bases móveis na região. No grupo de WhatsApp da Rede de Vizinhos Protegidos, um dos participantes postou: “É extremamente importante a participação dos moradores para que políticos, como o vereador Irlan Melo, não aproveitem das nossas conquistas para promoverem-se”. A mensagem ainda faz referência à foto postada pelo parlamentar em sua rede social: “O Irlan postou como se fosse conquista dele. É mentira! Em setembro de 2016, nós, líderes das Redes de Vizinhos Protegidos, já sabíamos que receberíamos a base móvel, e a eleição ainda não tinha ocorrido”. A Rede de Vizinhos Protegidos é um programa da PM que envolve os moradores em ações mútuas de vigilância para melhorar a segurança pública. 

Mais um

FOTO: reprodução de vídeo

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi alvo de “ovada” de uma manifestante, durante caminhada na região central de Ribeirão Preto (SP), nessa quinta-feira (17). Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o parlamentar entrando em uma cafeteria no centro da cidade, tradicional ponto de parada de políticos. Os ovos atingiram o lado esquerdo do tronco do deputado, que foi imediatamente cercado por assessores e apoiadores. A manifestante foi contida por policiais e levada à delegacia para prestar depoimento. “Você não é bem-aceito”, gritava a mulher, ainda não identificada. Bolsonaro decidiu registrar boletim de ocorrência e prestou depoimento. Quando chegou à cidade, o deputado foi recebido no aeroporto com gritos de “mito”.

Nome tucano em dezembro

O PSDB deve decidir no início de dezembro quem vai ser o candidato do partido à Presidência da República. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, João Doria, são os mais cotados. O deputado federal e presidente da sigla em Minas Gerais, Domingos Sávio, contou ao Aparte que a intenção do dirigente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), é realizar o congresso para a escolha do nome do pré-candidato que vai disputar a Presidência na mesma semana da eleição que vai decidir a nova composição da Executiva Nacional da legenda. Ainda segundo o deputado, o PSDB vai realizar em outubro eleições internas para renovar as executivas dos diretórios municipais e, em novembro, haverá a renovação dos diretórios estaduais.