CAVALO EM TELHADO

Cavalo ou égua? Saiba qual é o sexo do equino resgatado em enchente no RS

Veterinários identificaram sexo do animal que ganhou o Brasil e já tem até nome

Por O TEMPO e Agências
Publicado em 09 de maio de 2024 | 18:35
 
 
 

Cavalo ou Égua? Caramelo ou Caramela? O equino resgatado ilhado em enchente no Rio Grande do Sul é macho. Militares do Corpo de Bombeiros, que retiraram o cavalo do telhado de uma casa inundada em Canoas, chegaram a afirmar que seria uma égua, mas veterinários que fizeram o atendimento posterior confirmaram que o animal é realmente o "Caramelo", nome carinhoso dado por internautas nas redes sociais.


Desde que foi flagrado pelo GloboCop (helicóptero da TV Globo) se equilibrando em um telhado em meio a enchente, na quarta-feira (08 de maio), o cavalo se tornou um dos assuntos mais comentados do Brasil. Uma grande mobilização começou na internet e entre as autoridades para retirar o animal da situação.


O equino foi resgatado na manhã desta quinta-feira (09) por militares que sedaram o animal e posteriormente o colocaram em um bote. A mobilização foi transmitida ao vivo pela Globo e pela Record.

Adoção


Artistas, voluntários e autoridades acompanharam a situação do animal que agora se recupera da anestesia. Famosos como Felipe Neto e Giovanna Ewbank já demonstraram  interesse em adotar o cavalo que, segundo a primeira dama Janja, receberá o nome composto de 'Valente Caramelo'.

"Comuniquei que quero adotá-lo, mas estão pesquisando se  já tem dono. Se me permitirem, darei tudo do melhor possível para ela... Vamos aguardar e confiar nos veterinários", escreveu o youtuber.


Já Ewbank, que é dona de um rancho no interior do Rio de Janeiro com o marido, Bruno Gagliasso, também se animou em ficar com o equino. Em seu perfil no Instagram, ela escreveu uma carta ao animal:


"Caramelo, nos últimos dias o choro estava preso na garganta. E hoje ele veio, solto, frouxo, com um pouco de alívio em meio a tanta dor. Você se tornou símbolo de esperança, resistência, força e amor. O Brasil parou para te ver e lutar por você porque você tem representado um povo que luta e que resiste. Um povo que não perde as esperanças, que se reergue mesmo parecendo não ter como se reerguer. Um povo onde a humanidade e a generosidade é mais forte do que um país dividido. Caramelo, você significa muito. Você significa a união, o povo e os animais dessa tragédia no Rio Grande do Sul. E mais, Caramela, hoje você trouxe uma certeza: Há esperança!", escreveu a apresentadora.


"Espero que você se recupere logo. E imagino que muitos devem querer te dar um lar e amor, mas saiba que se você quiser, nós aqui em casa também queremos te dar amor e um lar!", completou


Caramelo, que estava há quatro dias em pé em cima do telhado, sem comida e sem água, agora passa por atendimento veterinário.

(Com informações FOLHAPRESS)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!