PROCEDIMENTO ARRISCADO

'Não sou médica para pedir exames', dispara influencer sobre morte causada por peeling de fenol

Natalia "Becker" Fabiana de Freitas, acusada pela morte do empresário Henrique Silva Chagas, também afirmou que "não sabia dos riscos do procedimento"

Por Agências
Publicado em 10 de junho de 2024 | 16:57
 
 
 

A influencer Natalia "Becker" Fabiana de Freitas, acusada pela morte do empresário Henrique Silva Chagas, após realizar um peeling de fenol no rosto dele, afirmou que "não é médica para pedir exames". A declaração foi dada em entrevista ao Domingo Espetacular, da TV Record, nesse domingo (9). O empresário de 27 anos morreu enquanto passava por um procedimento estético realizado na tarde de segunda-feira (3).

Becker também afirmou que "não sabia dos riscos do procedimento". A influencer afirma que o curso que fez não ensinava sobre os perigos do peeling de fenol, e que "não existe caso de morte pelo procedimento". Além disso, disse que não sabia que era necessário ser um profissional formado para aplicar o produto.

Natália Becker também afirmou que a clínica não tinha aparelhos médicos e os únicos itens disponíveis eram um oxímetro e um aparelho para medir pressão e, por isso, não pôde realizar primeiros socorros. "Não sou esteticista, não fiz faculdade. Sou influencer, empresária".

Ainda segundo Becker, não teve nenhuma intercorrência no procedimento, apesar de o homem ter desmaiado 20 minutos depois após o procedimento. "Pra mim ele não reclamou de dor", afirma a influencer.

A dona de clínica afirmou ainda que "vai carregar esse trauma para sempre". "Penso na minha família, na família dele também, na mãe dele. Com certeza deve estar sendo muito difícil para ela. Eu também sou mãe, eu também tenho filho, e acho que é uma coisa... Inexplicável, muito difícil", disse a influencer.

Relembre o caso

O empresário Henrique Silva Chagas morreu enquanto passava por um procedimento estético em uma clínica localizada na rua Doutor Jesuíno Maciel, no Campo Belo. Ele teve parada cardiorrespiratória durante o procedimento, que foi realizado pela influencer Natalia "Becker".

No peeling de fenol, considerado invasivo e conhecido por estimular o rejuvenescimento da pele, o fenol penetra na epiderme (a camada mais superficial da pele), o que causa sua necrose e induz reação inflamatória controlada não só na epiderme como também na derme (camada localizada abaixo da epiderme).

Vítima veio do interior de São Paulo para fazer o procedimento estético na clínica. Por volta das 14h30, a Polícia Militar foi acionada para apoiar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em ocorrência de morte suspeita. O Samu constatou o óbito do jovem ainda no local.

No Instagram, a conta da esteticista tinha mais de 233 mil seguidores. A mulher informava que é "criadora" de um protocolo de tratamento estético e "premiada especialista em melasma". Ela tem uma unidade da clínica em São Paulo e outra no Rio de Janeiro. 

A conta de Natália no Instagram não está mais disponível. Ao procurar a página, aparece a seguinte mensagem: "Esta página não está disponível. O link em que você clicou pode não estar funcionando, ou a página pode ter sido removida. Voltar para o Instagram".

A Polícia Civil instaurou inquérito no 27ºDP para investigar o crime de homicídio. Foram solicitados exames necroscópico e toxicológico, cujos resultados são aguardados.

(Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!