Investigações

Mortos encontrados em barco no Pará podem ser haitianos, diz imprensa local

Corpos serão encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) para ser identificados

Por O TEMPO
Publicado em 13 de abril de 2024 | 18:11
 
 
 
normal

Os corpos em avançado estado de decomposição encontrados em um barco por pescadores no Pará neste sábado (13/07) podem ser de haitianos. As informações foram compartilhadas por jornais locais paraenses, como “O Liberal” e “A Província do Pará”.

De acordo com “O Liberal”, a hipótese foi levantada por um delegado envolvido nas investigações, contudo não há mais detalhes sobre as circunstâncias das mortes ou a identidade dos mortos. As informações iniciais são de que 20 corpos estavam na embarcação.

Ela foi encontrada à deriva próximo à praia de Ajuruteua, em Bragança. No vídeo compartilhado pelos pescadores que o localizaram, é possível ouvir alguém dizer afirmar que “esses caras não são daqui, não, são de muito longe”.

O Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Marinha apuram o caso. A maré dificulta o acesso dos bombeiros aos corpos, para que eles sejam liberados para o Instituto Médico Legal (IML), o que só deve ocorrer ao longo desta noite, de acordo com a imprensa regional. 

Crise no Haiti

O Haiti, com cerca de 11,6 milhões de habitantes, tem enfrentado nas últimas semanas uma explosão de violência por parte de gangues, exacerbada por uma longa crise humanitária e de segurança.

Um aguardado conselho presidencial de transição encarregado de preencher o vácuo institucional no empobrecido país caribenho finalmente foi instalado na sexta-feira.

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) da ONU declarou, neste mês, que a situação está provocando um êxodo do país. "Para a maioria dos haitianos, a perspectiva da migração regular continua sendo um obstáculo insuperável, tornando a migração irregular sua única esperança", explicou a organização.

(Com AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!