Crise

Minas tem 714 pacientes esperando por leitos de UTIs, diz secretário de Saúde

Há três dias, número de pacientes desassistidos era de 470, informou a Secretaria Estadual de Saúde

Por Da Redação
Publicado em 24 de março de 2021 | 13:04
 
 
 

Minas Gerais tem nesta quarta-feira (24) 714 vítimas da Covid-19 esperando por uma vaga de UTI. Há três dias, o número era de 470. Os dados foram passados pelo secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti.
 
O gestor classificou a situação do estado como "muito difícil" e declarou que, nos próximos dias, a tendência é de aumento tanto nos registros de mortos quanto de infectados. Baccheretti explicou que a redução só deve acontecer, por conta da onda roxa, após duas semanas.
 
Ele reforçou que o Estado tem ampliado os leitos, "mas todo o esforço de abertura não é suficiente". Por isso, o governo decidiu prorrogar a onda roxa pelo menos até o Domingo de Páscoa. O secretário ainda informou que a situação das regiões Leste, Oeste e Vale do Aço, além de Central, onde está Belo Horizonte, são as mais críticas.

Recorde
 

Esta quarta-feira foi o pior dia da pandemia em Minas Gerais. Em 24 horas, o Estado confirmou 347 mortes por causa da Covid-19 e 13.796 infectados. Com isso, o total de vidas perdidas e de doentes para o vírus saltou para 22.497 e 1.053.994, respectivamente.

Outro dado alarmante é com relação a lotação dos hospitais. De acordo com a SES, 93,41% dos leitos de UTIs do SUS dedicados exclusivamente para as vítimas do coronavírus estão ocupados. Na macrorregião Leste do Sul, por exemplo, não tem mais vagas disponíveis para acolher os pacientes.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!