Grande BH

Morrem irmãos baleados por PM durante cavalgada em Esmeraldas

Homens, de 27 e 29 anos, foram atingidos no peito

Por Lucas Gomes
Publicado em 11 de março de 2024 | 06:01
 
 
 
normal

A Polícia Militar de Minas Gerais confirmou a morte de dois irmãos na noite desse domingo (10 de março) em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. Eles foram baleados por militares durante uma confusão em uma cavalgada no vilarejo de São José.

Conforme a corporação, dois militares também se feriram na ocorrência e foram encaminhados para o Hospital 25 de Maio, que fica no centro de Esmeraldas. A Polícia Militar não deu detalhes da ocorrência e se manifestou por meio de nota (veja ao final desta matéria). 

Testemunhas ouvidas por O TEMPO afirmam que dois homens estavam em uma confusão durante a cavalgada e a PM precisou intervir. Durante a briga, um militar teria sido golpeado no pescoço. A PM alega que um dos irmãos foi o autor do golpe. Testemunhas negam o uso de objeto cortante. 

Conforme a PM, na nota emitida à imprensa, populares tentaram pegar a arma de um militar. Não fica claro, pela versão policial, se os irmãos estavam envolvidos nessa tentativa. No boletim de ocorrência, os militares indicaram a participação de um irmão nesse ato. Os dois irmãos foram baleados, sendo um no peito e outro na barriga. Após os disparos, populares tentaram furar pneus das viaturas que estavam na ocorrência. 

Procurada, a Polícia Militar informou que precisou intervir em um princípio de tumulto envolvendo participantes do evento, sendo um dos militares atingido com um golpe na região do pescoço por um indivíduo. “Diante a agressão, houve a necessidade de uso de técnicas de imobilização e de força, momento no qual outros transeuntes ali presentes investiram com violência contra os militares, levando-os ao solo, tentando retirar a arma da cintura de um dos militares. Em virtude das agressões e dos riscos decorrentes da possível subtração da arma de fogo e para resguardar a vida dos policiais militares e demais cidadãos ali presentes, para repelir a injusta agressão foi necessário o uso de força progressiva. Dois autores foram alvejados e, imediatamente, socorridos ao hospital de Esmeraldas, onde foram a óbito. A PMMG informa, ainda, que todas as medidas de Polícia Judiciária Militar foram adotadas e que a instituição acompanha o caso”, diz a nota. A corporação, entretanto, não explicou qual foi a atitude dos irmãos.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!