Evolução

Cientistas projetam como será o corpo humano e modificações impressionam

A modelo Mindy foi criada para exemplificar como a interação excessiva com aparelhos tecnológicos, como smartphones, podem influenciar na modificação corporal

Por O Tempo
Publicado em 04 de novembro de 2022 | 18:52
 
 
 

Imagens de como poderá ser o corpo humano no ano 3.000 estão circulando na internet e impressionando bastante. Mãos em forma de garra, cotovelo aumentado e postura curvada são algumas das modificações apresentadas no modelo. 

Pesquisadores da empresa de telecomunicações dos Estados Unidos, a Toll Free Forwarding, foram os responsáveis pela criação de Mindy. Trata-se de um avatar que replica as possíveis novas formas do corpo humano considerando a evolução do organismo de acordo com as necessidades ambientais.

As modificações são resultados, principalmente, do uso de aparelhos tecnológicos com frequência e, em muitos casos, de forma excessiva. Ou seja, olhar para smartphones e telas de tablets e computadores resultaria na postura curvada. Já as mãos também mudariam e passariam a ser mais pontiagudas; os pesquisadores a chamaram de "garra de texto". 

Além disso, os cotovelos também se desenvolveriam tornando-se maiores para suportar mais horas segurando os aparelhos. Os cientistas projetam que os seres humanos também poderiam ter uma segunda pálpebra que funcionaria como um reforço para proteger os olhos da luz extrema. 

O pescoço, por sua vez, ficaria cada vez mais grosso assim como o crânio. Já o cérebro diminuiria de tamanho. 

“Quando você trabalha continuamente em um computador ou olhando para o telefone, os músculos na parte de trás do pescoço precisam se contrair para manter a cabeça erguida”, explicou o médico K. Daniel Riew, em comunicado emitido pela empresa.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!