Repatriados

Avião com primeiros brasileiros resgatados do conflito em Israel chega ao Brasil

Após 14 horas de voo e cerca de 10 mil km sobrevoados, 211 brasileiros resgatados de Tel Aviv chegaram nesta madrugada na Base Aérea de Brasília

Por Hédio Ferreira Junior
Publicado em 11 de outubro de 2023 | 04:13
 
 
 
normal

Desembarcaram na madrugada desta quarta-feira (11) na Base Aérea de Brasília, os primeiros brasileiros resgatados do conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas. A aeronave KC-30, versão militar do Airbus 330, da Força Aérea Brasileira (FAB), pousou às 4h07, com 211 repatriados vindos do Aeroporto Internacional de Ben-Gurion, em Tel Aviv, em Israel. O percurso de aproximadamente 10 mil km foi feito em cerca de 14 horas. 

A repatriação desses brasileiros faz parte da operação Voltando em Paz, do governo federal, que atua na retirada de cidadãos da área de conflito entre Israel e Palestina. Pelo menos 2,5 mil brasileiros já pediram ajuda ao governo brasileiro para deixar a área de conflito de Israel e da Palestina. E a expectativa da FAB é a de que, até sábado (14), outros cerca de 700 cidadãos brasileiros cheguem ao Brasil.

Parte dos repatriados que chegaram na madrugada desta quarta-feira e que têm com destino final a capital federal, passam agora pelos procedimentos alfandegários. Para isso, eles foram direcionados ao desembarque doméstico do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, onde estão sendo aguardados por familiares e amigos. 

 

Outro grupo de passageiros segue para o Rio de Janeiro, onde vão ser levados em duas aeronaves da FAB, uma KC-390 Millennium e uma C-99. A previsão é a de que eles irão desembarcar, cerca de duas horas depois, no posto do Correio Aéreo Nacional da Base Aérea do Galeão.

Inicialmente, não havia previsão de transporte de passageiros a outros destinos finais, mas segundo o Ministério das Relações Exteriores, a pedido do governo federal, a companhia área Azul vai coordenar, a partir de hoje, o embarque dos passageiros pra seus destinos finais, partindo tanto de Brasília quanto do Rio de Janeiro e São Paulo. Tudo arcado pela empresa.

Primeiro grupo de brasileiros chega em segurança

Esse é o primeiro voo da FAB a trazer repatriados de Israel ao Brasil. A previsão é que nesta primeira fase da operação Voltando em Paz outros cerca de 700 sejam resgatados do Oriente Médio até sábado. Todo o deslocamento é custeado pelo Estado. O comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro, Marcelo Kanitz Damasceno, explicou aos jornalistas que essa é a primeira etapa da operação.

“Estamos iniciados agora com esse primeiro voo e já imaginamos o segundo braço desta missão com uma quantidade que eu considero também de grande voos para que possamos trazer esses milhares de brasileiros que aguardam o nosso apoio, mostrando que o Brasil é realmente muito grande", disse minutos antes da chegada da aeronave. 

A ministra-substituta do Itamaraty, a embaixadora Maria Laura da Rocha, expressou a felicidade em receber os primeiros brasileiros e ainda ressaltou que, a prioridade do governo brasileiro é resgatar todos os cidadãos do Brasil que mostrarem interesse em serem repatriados da região que está em conflito. 

"Para nós brasileiros, esse é um momento muito feliz por poder receber em condições boas de saúde, sãos e salvos, os nossos compatriotas. Nós continuamos atentos e trabalhando junto com o Ministério da Defesa e com o Comando Aeronáutica para alcançar o nosso objetivo de trazer todos de volta", disse.

Ainda segundo a ministra, há cerca de 2,5 mil brasileiros em Israel, sendo 50 deles na região da Faixa de Gaza e a preocupação, nesse momento, é trazê-los de volta para casa. "E estaremos aqui para receber os outros que chegaram e estaremos prontos com o nosso Gabinete de Crise, atentos a acompanhar todos que estão na região em conflito", explicou. 

A recomendação do Itamaraty aos brasileiros que estão na área em conflito é a de que preencham formulário online mostrando interesse na repatriação. A prioridade na composição da lista é a de brasileiros não-residentes. A pasta pede ainda para que todos os nacionais que possuam passagens aéreas ou que tenham condições de adquiri-las, embarquem em voos comerciais disponíveis, do aeroporto de Ben-Gurion, em Tel Aviv, que continua a operar. 

Conflito começou no último final de semana

O conflito entre Israel e Palestina começou no sábado (7), quando o Hamas, classificado como grupo terrorista pelos Estados Unidos e pela União Europeia, direcionou milhares de mísseis do território palestino da Faixa de Gaza em direção a Israel, que contra-atacou.

Até a noite dessa terça-feira (10), o Governo de Israel já havia contabilizado mais de mil mortos, sendo dois deles brasileiros. Há ainda outros 2,8 mil feridos e cerca de 50 reféns sequestrados pelo Hamas. O Ministério das Relações Exteriores ainda busca informações sobre uma terceira brasileira, que continua desaparecida.

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!