Gabriel Moraes
@gabrieumoraes
17/10/21
21h29

VAR

Diretor do Galo detona arbitragem: 'Espero que seja apenas incompetência'

No início da partida, meia do Atlético Goianiense interceptou a bola com o braço dentro da área, mas juiz não marcou pênalti

Raphael Claus não deu um pênalti — Foto: Pedro Souza / Atlético
Gabriel Moraes | @gabrieumoraes
17/10/21 - 21h29

Após a derrota para o Atlético-GO por 2 a 1 na noite deste domingo (17), o diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano, foi até o microfone da sala de imprensa do estádio Antônio Accioly para fazer algo que vem sendo recorrente: reclamar da arbitragem. Ele criticou a decisão do árbitro Raphael Claus (Fifa/SP) de não marcar um pênalti para o Atlético logo no início do jogo.

O dirigente insinuou que as decisões podem estar sendo tomadas por além das quatro linhas. "Um jogo de futebol é decidido em detalhes. Durante a semana, após o jogo contra o Santos, eu tive a oportunidade de falar que o que queríamos do VAR era justamente critério. E é algo que a gente não viu. Aliás, critérios existem para alguns, para o Galo, não. Ontem, vimos um pênalti igual ao que aconteceu hoje, e em Palmeiras e Internacional, hoje à tarde", disse.

Leia mais: Juiz de Galo x Santos relata ofensas e chutes e socos na sala do VAR de Rodrigo Caetano

"Espero, sinceramente, que seja incompetência, não nada além disso. Esse cidadão que apitou o jogo hoje foi o mesmo personagem que no ano passado apitou um jogo no Maracanã entre Flamengo e Internacional, onde ele foi chamado pelo VAR e expulsou um jogador do Inter no primeiro tempo. Esse ano somos nós que estamos na disputa", completou Caetano.

Ele afirmou que o Atlético vai pedir os áudios da cabine do VAR. "Novamente nós vamos seguir o rito que a CBF e a Comissão de Arbitragem nos sugere, de podermos ouvir os áudios do VAR, para que, talvez, possamos entender algo que não entendemos", contou.

O lance

Aos 4 minutos de jogo, Nacho Fernández tentou cruzar uma bola para a área, mas ela foi interceptada por Gabriel Baralhas, que levantou os braços e tocou nela dentro da área.

O árbitro Raphael Claus foi ao VAR analisar o lance, mas não marcou a penalidade, gerando a ira do técnico Cuca e dos jogadores alvinegros. Veja:

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000