Josias Pereira
@josiaspereira
01/10/20
07h30

Compromisso

Camisa só não adianta: grupo do Cruzeiro se fecha por arrancada na Série B

Fábio reforçou o histórico construído por cada atleta, enquanto Manoel ressaltou necessidade de maior entrega no torneio nacional

Grupo celeste se une ainda mais após vitória importante sobre a Ponte Preta — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
01/10/20 - 07h30

Após a vitória sobre a Ponte Preta por 3 a 0, em jogo realizado no Mineirão, na noite dessa quarta-feira, os jogadores do Cruzeiro puderam respirar. Um alívio após dias de muita turbulência e cobranças sobre o desempenho muito aquém do time na Série B do Campeonato Brasileiro, chegando inclusive a ocupar a zona do rebaixamento. 

Os jogadores celestes se uniram em uma corrente ainda no gramado, dando mostras de que estão focados em um objetivo que Ney Franco estabeleceu até o fim do turno da Série B, que é o de estar próximo das equipes que estão no G-4 do torneio. Neste sentido, vencer a Ponte Preta foi ótimo para a Raposa, uma vez que o time campineiro está atualmente entre os quatro que vão garantindo o acesso. 

O goleiro Fábio confirmou o pacto do elenco em prol da reabilitação no Campeonato Brasilerio da Série B e pediu para que os companheiros deixem de lado o que se fala fora da Toca, mas foquem nas histórias que cada um escreveu até vestir a camisa celeste. 

"A gente tem que acreditar no nosso trabalho, na nossa dedicação e não duvidar do nosso potencial. Cada um tem uma história para chegar aqui, com dificuldades, com lutas, sofrimentos. A gente tem que acreditar independentemente do que os outros acham lá fora. A gente fazendo e acreditando no potencial de cada um dentro de campo, lutando 45 minutos e depois mais 45 minutos, vamos conseguir as vitórias", observou o goleiro cruzeirense. 

Palavra também compartilhada pelo zagueiro Manoel. Na avaliação do atleta, que também viveu vários momentos de glória pelo clube, jogar só com a camisa não é suficiente em uma disputa tão acirrada como a Série B. Todos precisam dar um algo a mais. 

"A gente sabe que algumas cobranças acontecem, o Cruzeiro é muito grande, sabemos disso. Temos que ficar tranquilos, sabemos que temos qualidade, mas só a camisa não joga. A gente precisa dar mais e foi o que aconteceu hoje (contra a Ponte). A gente brigou do começo ao fim. Tivemos várias oportunidades no primeiro tempo de fazer até mais. Mas valeu o espírito, a luta, e temos que manter esse nível de concentração", ressaltou Manoel. 

O Cruzeiro volta a campo neste sábado, quando encara o Cuiabá, às 22h, na Arena Pantanal. A partida reserva mais um compromisso celeste contra um time do G-4 do torneio nacional. A Raposa ocupa hoje a 15ª posição, com 11 pontos conquistados.  

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000