Daniel Ottoni
@superfcoficial
01/08/19
07h00

Favorito

Contra Camarões, seleção feminina de vôlei começa caminhada no Pré-Olímpico

Azerbaijão e República Dominicana serão os adversários nos dias seguintes, com apenas o primeiro colocando se classificando para os Jogos de Tóquio 2020

Gabi foi capitã da seleção durante campanha do vice na Liga das Nações — Foto: Twitter/@Volei
Daniel Ottoni | @superfcoficial
01/08/19 - 07h00


O momento mais importante da temporada para a seleção brasileira feminina de vôlei vai durar poucos dias, que precisará ser encarado com foco e regularidade. O Pré-Olímpico, que acontece entre esta quinta e sábado, em Uberlândia, pode garantir vaga antecipada para os Jogos de Tóquio, em 2020.

O primeiro jogo será contra Camarões, às 14h15, no ginásio Sabiazinho, com transmissão ao vivo da Rede Globo. Azerbaijão e República Dominicana serão os adversários nos dias seguintes, com apenas o primeiro colocando se classificando. Quem ficar nas outras posições, precisará disputar uma classificatória, no próximo ano, dentro do seu continente.

Diante de uma seleção sem tradição, o amplo favoritismo do Brasil não deve ter grandes dificuldades para ser confirmado. Enfrentar Camarões no primeiro jogo pode ser benéfico para a equipe ter menos peso em uma estreia, que sempre possui uma carga maior de ansiedade. Além disso, um bom resultado e atuação satisfatória serão importantes para uma confiança que será útil nos dias seguintes. 

"Vamos enfrentar Camarões na estreia. Teoricamente, é um time que não tem tanta força a nível mundial, mas evoluiu demais nos últimos anos. Elas colocam muita energia em quadra, então sempre é um adversário perigoso. Ir crescendo ao longo da competição é interessante. Claro que não dá pra escolher adversário, nem ordem dos jogos, mas já que será assim, vamos aproveitar para tentar ir evoluindo para conquistarmos essa vaga. Tivemos semanas só de treino que foram importantes pra acertamos alguns detalhes que com a correria de jogos fica difícil. Vamos com tudo nesses três jogos em busca da classificação. Sem dúvidas, é nosso maior objetivo esse ano", indica a ponta Gabi, um dos destaques no time na campanha do vice-campeonato da Liga das Nações.

O confronto contra as dominicanas deve ser decisivo e, possivelmente, o mais complicado. Mesmo com muito podendo acontecer até lá, nunca é demais estar ligado no time treinado pelo brasileiro Marcos Kwiek, que vem mostrando consistência no cenário internacional nas últimas temporadas. Um dos destaques é a ponta e oposta Martinez, mais nova contratação do Dentil Praia Clube. "Em tese, a República Dominicana é o adversário mais difícil. Mas jogo é jogado. Não adianta pensar lá na frente. Vamos degrau a degrau para chegarmos fortes contra elas. Estão reforçadas, vieram completas, a gente sabe da capacidade técnica do Marcos Kwiek, que conhece a nossa escola, é muito estudioso. Todo cuidado é pouco", lembra a ponteira. 

Sabendo que cada confronto pode contar muito, o Brasil foca em desempenhar o seu melhor papel contra times que vão tentar tirar uma 'casquinha' das donas da casa, sempre favoritas. "O mais importante é focar no nosso trabalho, pensar a cada jogo, termos adaptação rápida caso as coisas não funcionem como a gente planejar em um primeiro momento e ir pra cima, sempre. Treinamos o ano todo pra esse campeonato, queremos muito essa vaga independentemente do que aconteça nos outros jogos. É o torneio mais importante do ano e a gente está encarando com essa seriedade", completa Gabi. 
 

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000