Inquérito

‘Vai acabar com a minha vida’, disse homem após estuprar enteada em BH

Crime foi denunciado em março deste ano

Por O Tempo
Publicado em 18 de abril de 2024 | 20:27
 
 
 
normal

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu a investigação do caso de um homem, de 33 anos, acusado de estuprar a enteada, de 13 anos, em Belo Horizonte, há quatro anos. O padrasto da vítima foi indiciado por estupro de vulnerável, e o inquérito policial foi remetido à Justiça nesta quinta-feira (18 de abril).

De acordo com informações da PCMG, o crime foi denunciado em março deste ano, e o investigado confessou para a mãe da menina os abusos sexuais praticados contra a vítima. As investigações começaram após a mãe da adolescente ter ido até a delegacia solicitando medida protetiva para a filha, após ficar sabendo do crime.

“Na delegacia, o investigado, acompanhado pelo advogado, permaneceu em silêncio. Todavia, segundo a genitora da vítima, ele confessou para ela ter realmente praticado os atos libidinosos em desfavor da sua enteada, inclusive mandando mensagens de desculpas por uma rede social, as quais foram juntadas aos autos”, disse a delegada Letícia Müller, responsável pela investigação.

Ainda de acordo com a delegada, a vítima contou que os abusos aconteceram quando ela estava sozinha com o padrasto. “O investigado chegou a pedir que os fatos não fossem levados ao conhecimento das forças policiais porque ‘iria acabar com a vida dele”, apontou a delegada.

Com PCMG

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!