pane

EUA suspende todos os voos após falha no sistema de controle aéreo

Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês) afirmou estar trabalhando para normalização das decolagens

Por O Tempo
Publicado em 11 de janeiro de 2023 | 10:48
 
 
 

Todos os voos domésticos partindo dos Estados Unidos foram cancelados na manhã desta quarta-feira (11) após falha no sistema de controle aéreo. A Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês) suspendeu as decolagens e disse estar trabalhando para normalização das partidas. 

A agência ainda informou, em comunicado, que, embora “algumas funções estejam começando a voltar a funcionar, as operações do Sistema Nacional de Espaço Aéreo permanecem limitadas”.

No Twitter, a secretária de Imprensa da Casa Branca Karine Jean-Pierre afirmou que “o presidente foi informado pelo secretário de transporte esta manhã sobre a interrupção do sistema da FAA.” Ela também afirmou que “não há evidências de um ataque cibernético neste momento”.

Retomada

Em sua última atualização, o FAA disse que está "fazendo progressos" na restauração das operações. As partidas estão sendo retomadas nos aeroportos Newark Liberty e Atlanta Hartsfield-Jackson, disse a agência no Twitter. "Esperamos que as partidas sejam retomadas em outros aeroportos às 9h, horário do leste", acrescentou.

Mais de 21 mil voos estavam programados para decolar nos EUA nesta quarta-feira, principalmente viagens domésticas, e cerca de 1.840 voos internacionais deveriam voar para os EUA, de acordo com a empresa de dados de aviação Cirium.

Às 8h30 (10h30 em Brasília), havia mais de 3.700 voos atrasados dentro, saindo ou chegando aos Estados Unidos, de acordo com o site de rastreamento de voos FlightAware, excedendo o número de todos os voos atrasados no dia anterior. Mais de 640 foram cancelados e é provável que esses números cresçam.

A Casa Branca disse que não há evidências de um ataque cibernético, mas o presidente Joe Biden instruiu o Departamento de Transportes a investigar a causa da interrupção. Biden abordou a questão da FAA antes de deixar a Casa Branca. Ele disse que tinha acabado de ser informado pelo secretário de Transporte, Pete Buttigieg, que lhe disse que ainda não havia identificado o motivo da pane.

"Acabei de falar com Buttigieg. Eles não sabem qual é a causa. Mas eu estive no telefone com ele por cerca de 10 minutos", afirmou Biden. "Eu disse a ele para se reportar diretamente a mim quando descobrissem. O tráfego aéreo ainda pode pousar com segurança, mas não decolar agora. Não sabemos qual é a causa disso."

Em um tuíte, Buttigieg disse que entrou em contato com a FAA sobre a interrupção. "A FAA está trabalhando para resolver esse problema com rapidez e segurança para que o tráfego aéreo possa retomar as operações normais e continuará a fornecer atualizações", escreveu. A FAA disse que estava trabalhando para restaurar o Sistema de Aviso para Missões Aéreas (Notice to Air Missions System, em inglês).

Antes de iniciar um voo, os pilotos devem consultar NOTAMs (ou Notices to Air Missions), que listam possíveis impactos adversos nos voos, desde a construção da pista até o potencial de formação de gelo. O sistema costumava ser baseado em telefone, com os pilotos ligando para as estações de serviço de voo dedicadas para obter informações, mas agora mudou para online.

Há um potencial de interrupção generalizada por causa da interrupção. Todas as aeronaves são obrigadas a fazer rotas pelo sistema, incluindo voos comerciais e militares.

"Estamos realizando verificações finais de validação e recarregando o sistema agora", comunicou a FAA. "As operações em todo o Sistema Nacional de Espaço Aéreo foram afetadas." A agência disse que algumas funções estão começando a voltar ao ar, mas que "as operações do Sistema Nacional de Espaço Aéreo permanecem limitadas". (Com Estadão Conteúdo) 

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!