da janela

Papa diz que está com inflamação pulmonar, mas irá a Dubai para a COP

Francisco garante que vai discursar na 28ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-28)

Por Agências
Publicado em 19 de abril de 2024 | 17:10
 
 
 
normal

O papa Francisco revelou hoje que tem uma inflamação pulmonar, mas irá no final desta semana a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para discursar na 28ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-28).

Francisco não fez sua aparição semanal de domingo em uma janela com vista para a Praça de São Pedro, um dia depois de o Vaticano ter dito que ele estava com uma gripe leve. Francisco deu a tradicional bênção do meio-dia numa aparição transmitida ao vivo pela televisão a partir da capela do hotel do Vaticano, onde ele mora.

"Irmãos e irmãs, feliz domingo. Hoje não posso aparecer na janela porque tenho esse problema de inflamação nos pulmões", disse Francisco. O pontífice, que completará 87 anos no mês que vem, acrescentou que um padre, sentado ao lado dele, leria as reflexões do dia para ele.

Nestes comentários, Francisco disse que irá aos Emirados Árabes Unidos para a COP28 e que fará o seu discurso no sábado, conforme previsto.

"Além da guerra, o nosso mundo está ameaçado por outro grande perigo, o das alterações climáticas, que põe em risco a vida na Terra, especialmente para as gerações futuras", disse o pontífice, nas palavras lidas pelo sacerdote.

"Agradeço a todos os que acompanharão esta viagem com a oração e com o compromisso de levar a sério a salvaguarda da casa comum", disse o pontífice, usando o seu termo para a Terra.

Foi possível ver que o papa tinha um curativo na mão direita e o que parecia ser uma cânula, um acesso venoso. O Vaticano não respondeu imediatamente a um questionamento da Associated Presse (AP) sobre se ele estava recebendo tratamento intravenoso ou algum outro.

Não foi imediatamente explicada a discrepância entre o papa dizer que tem inflamação pulmonar e o Vaticano ter dito um dia antes que Francisco fez uma tomografia computadorizada num hospital de Roma "para excluir o risco de complicações pulmonares" e que o exame deu negativo.

No início deste ano, Francisco foi internado durante três dias devido ao que mais tarde disse ser uma pneumonia e ao que o Vaticano descreveu como um caso de bronquite que necessitava de tratamento com antibióticos intravenosos.

Este fim de semana ventou muito e foi excepcionalmente frio para o final do outono em Roma.

A voz do pontífice diminuiu e às vezes ele pareceu quase sem fôlego em seus breves comentários introdutórios, explicando por que não apareceu na janela, e no final, quando acrescentou seu pedido habitual de "não se esqueçam de rezar por mim."

(Estadão Conteúdo)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!